Parreira: condenação dura e direta de Dunga

Não é segredo que o treinador apelidado de “tetra” ou até de “penta”, cuida muito mais da sua imagem do que da harmonia entre “o fora e o dentro do campo”. Não tem liderança, comando ou se interessa por manter o equilíbrio.

Criticadíssimo pelo “papelão” da seleção de 2006 na Alemanha, não se incomodou. Só foi o técnico, porque Scolari, campeão com a seleção em 2002, não quis repetir Copa. As cenas de Parreira sempre ausente de tudo, ficaram marcadas.

Agora, foi violentamente atingido com a declaração textual de Dunga: “Não vão fazer como fizeram em 2006”. Enquanto isso, Parreira assumiu a seleção da África do Sul, “FOI, VIU E PERDEU”. Aí colocou Joel Santana como estepe para o seu próprio calhambeque. Sabia que Joel não podia fazer nada, VOLTOU.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *