Parreira contaminou o Fluminense

Quantos jogos o time ganhou com o “tetra” no comando? Em 11 jogos, disputando 33 pontos, o time ganhou 10. E o clube acumulou quantos? Nenhum.

No caso do Fluminense é obrigatório separar o time e o clube. O time entra em campo unido, o clube faz tudo para desuni-lo. É impossível viver dessa maneira.

É necessária a intervenção dos sócios. Estes se reúnem, elegem um presidente, quem manda, desmanda e comanda é o patrocinador, que por vaidade, ambição e arrogância, faz e desfaz.

Isso não é de agora. Assim que se movimentou para um novo contrato fabuloso, o “tetra” foi advertido, não ligou.

No final da linha de rebaixamento, o time perder impiedosamente, o clube abandona a glória e a tradição, prefere a traição. Não no campo.  Final do drama-tragédia: Goiás 4 a 1, podia ter feito 6 ou 7, não se interessou.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *