Perspectiva da economia em 2020 é negativa, com queda de 46% no superávit comercial

Resultado de imagem para crise economica charges

Charge do Bruno Galvão (Arquivo Google)

Carlos Newton

Gostaria de estar enganado sobre as perspectivas da economia brasileira para 2020, quando deverá ocorrer uma sustentável alta do PIB, conforme o ministro Paulo Guedes apregoa, mas é preciso ser sincero com os comentaristas e leitores da Tribuna da Internet, que procuram o blog justamente para encontrar informações independentes. Nos últimos cinco anos, o ponto forte da economia vinha sendo o superávit comercial (diferença entre exportações e importações), puxado pelo agronegócio.

Portanto, vinham se cumprindo as previsões do grande político e pensador Alberto Torres (1865-1917), de que o Brasil estaria destinado a ser o celeiro do mundo, mas até isso não está mais dando certo.

DESEMPENHO RUIM – Em 2019, começou o retrocesso comercial e o Brasil registrou superávit comercial de US$ 46 bilhões. O resultado foi 20,5% inferior ao apurado no ano passado, US$ 58 bilhões, e representa o pior desempenho desde 2015, quando o saldo foi de U$S 19,5 bilhões. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia.

O pior é o que nos espera em 2020. Apesar do otimismo da equipe econômica, a primeira previsão para a balança comercial deste ano, divulgada pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), estima que o superávit comercial deve cair 42,2% este ano, um desastre anunciado.

Diz o estudo da AEB que as exportações não passarão de US$ 217 bilhões, com queda de 3,2% em relação a 2019. Bem, até aí não seria uma grande tragédia, mas acontece que as importações devem aumentar 6,6%, chegando a US$ 191,211 bilhões. Com isso, superávit previsto para 2020 será de apenas US$ 26,130 bilhões, de acordo com as previsões sinistras da AEB.

E A CULPA? – Primeiro, a Argentina, nosso grande parceiro, entrou em gravíssima crise. Depois, a China perdeu quase metade do rebanho suíno em 2019, por causa da febre suína, e deve continuar reduzindo a importação de soja do Brasil, que serve para alimentar os animais criados no país asiático.

 Além dos fatores conjunturais que afetaram o saldo comercial do Brasil, o comércio mundial como um todo também perdeu força, crescendo 1,2% em 2019, contra 3,7% no ano anterior (2018), e foi o pior desempenho desde 2009, ano marcado pela crise econômica e financeira internacional. 

Segundo o secretário de Comércio Exterior, Lucas Ferraz, essa é uma tendência global, já que o auge do crescimento do comércio se deu na década de 1990, quando a globalização atingiu seu auge e agora tende a se estabilizar, do ponto de vista mais estrutural.

SITUAÇÃO DELICADA – Teorias à parte, em tradução simultânea pode-se dizer que o Brasil está numa situação delicada. A equipe econômica já anunciou que não haverá superávit primário nas contas do governo neste mandato de Jair Bolsonaro. E sem superávit primário não se consegue equilibrar a imobilizante dívida pública, que segue aumentando progressivamente.

Ao mesmo tempo, há a crise do INSS. Desde o governo FHC, a Previdência Social vem sendo reformada, porém são mantidas as altíssimas aposentadorias e pensões da elite da nomenclatura civil e militar. As reformas são tão ineficazes que estão quebrando o INSS, pois o Instituto garante um salário mínimo a idoso ou deficiente que nunca contribuiu. É o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

OUTROS BENEFÍCIOS – Também garante um salário mínimo a quem contribui como MEI (Micro Emprendedor Individual), dando-lhe direito a aposentadoria por idade: mulher aos 60 anos e homem aos 65 anos. Para se aposentar, é necessário contribuir apenas 180 meses, a contar do primeiro pagamento em dia. Tem direito também a auxílio doença ou invalidez e a mulher ganha até salário maternidade. Tudo é pago pelo INSS, que recebe apenas 45,65 por mês, enquanto o trabalhador autônomo tem de pagar R$ 109,78 para ter os mesmos direitos.

Tanto o BPC como o MEI deveriam ser pagos pelo Governo na rubrica Assistência Social, e não através do INSS, que precisa arrecadar para pagar os benefícios. Justamente por isso, seria mais justo se os salários elevados da nomenklatura tivessem alíquotas previdenciárias ascendentes, tipo Imposto de Renda.  

O INSS está quebrado, mas por enquanto la nave va, cada vez mais fellinianamente. Mas até quando? Ninguém sabe.

13 thoughts on “Perspectiva da economia em 2020 é negativa, com queda de 46% no superávit comercial

    • Na obra “1984”, de George Orwell, há um estranho “ritual” em que as pessoas são obrigadas a participar diariamente. Ele é chamado de “Dois minutos do ódio”, e consiste na exibição, em uma teletela, da imagem e da fala de Emanuel Goldstein, que no livro é o líder exilado da oposição ao governo do Big Brother, juntamente com outros opositores do “Partido” (como é chamado o partido do Big Brother, o Ingsoc).
      Durante os “Dois minutos do ódio”, as pessoas são levadas a um estado de exaltação histérica, de muita raiva, de ódio, onde proferem insultos e ameaças contra a imagem sendo exibida na teletela. Algumas vezes os telespectadores partem até mesmo para a agressão física contra o aparelho.
      “Esses moços
      Pobres moços…”

      • Zé perguntinha, existe um site chamado google. Você vai lá e coloca Vicen Vaughn. Vai aparecer vários links sobre a notícia mais atual sobre o cara. Aí você lê e entende o que o Pimenta comentou.
        Depois você explica este mecanismo para seus camaradas do 247 e DCM, ok? É muito útil…

  1. “O INSS está quebrado, mas por enquanto la nave va, cada vez mais fellinianamente. Mas até quando? Ninguém sabe.”

    O inss está quebrado desde sempre, pois é um sistema de pirâmide, que depende da entrada de novas pessoas para se sustentar, mas como a natalidade está caindo, a conta não fecha.

    Libertem os jovens dessa pirâmide financeira. Não devemos condenar nossos filhos e netos. Eles merecem coisa melhor.

  2. Bolsonaro tem o desejo de implantar sua ideologia de direita radical, para combater o comunismo e o socialismo inexistente no Brasil. Naturalmente o presidente pensa que ainda estamos nos anos pós 1964, que, quem era contra a ditadura era taxado de comunista. Bolsonaro está usando o mesmo chavão, quem é contra o governo dele é comunista, socialista etc. Bolsonaro vem nomeando em sua maioria pessoas iguais a ele. despreparadas, mas obedientes a mesma linha política. Quem não aderiu a sua cartilha, foi demitido.
    Resultado do desgoverno: estão sendo desmontados e sucateados órgãos importantes do governo, com consequências gravíssimas para nação, a começar neste ano e consequentemente nos anos seguintes. Não é pessimismo, são as medidas que vem sendo tomadas no dia a dia. Quem viver, verá.

  3. Acho que o grande e experiente Jornalista Sr. CARLOS NEWTON, que com seu “Tribuna da Internet onLine” nos ensina “Amar o Povo Brasileiro e tudo fazer para aumentar o seu Padrão de Vida”, e a mim particularmente me ensinou muito a escrever na Língua Portuguesa do qual sou muito grato, neste artigo focou demais no Mercado Externo e de menos no Mercado Interno.

    Embora as Exportações Líquidas sejam estratégicas para nosso Desenvolvimento, o Mercado Interno é a parte bem maior de nossa Economia. E o Mercado Interno está em aceleração, embora lenta, de crescimento.

    Assim, a nosso ver, embora verdadeira, ficou incompleta a análise do Sr. CARLOS NEWTON, que não avançou para a parte maior do Mercado Interno.

    A CNI (Confederação Nacional da Indústria) estima crescimento do PIB/2020 em 2,5% e a maioria dos Analistas também estimam semelhante. Em 2019 crescemos 1,12%
    Crescimento lento, mas sustentado.
    Estão crescendo as vendas de Imóveis, Automóveis e o Agro, os Serviços, etc, o que dá garantia ao crescimento.

    Nosso Desemprego Oficial está em 11,5% da PEA (População Economicamente Ativa de +- 100 Milhões). A cada ano entram +- 1 Milhão de novos Trabalhadores. Como cada aumento de 1% do PIB cria +- 2 Milhões de Empregos ou 1 Milhão de Empregos Líquidos, com os 2,5% de aumento de PIB/2020, reduziremos em 2020 nosso Desemprego em 1,5 Milhão caindo para praticamente um Dígito ou +- 9,9% da PEA.
    Muito pouco ainda mas para o lado certo.

    Lembremos que o TRIBUNA DA INTERNET ONLINE vale bem uma Mensalidade de R$20.

    Dados para pagamento de Mensalidade no Canto Superior Direito.
    Abração.

  4. Por falta de argumentação para defender o desgoverno do Bolsonaro, seus admiradores incondicionais o defende dos que mostram seus erros chamando-os de esquerdista, socialista e petista etc.

  5. E o saldo em transações correntes do país foi negativo em 2019. Talvez mais de 50 bi dólares.

    No mercado interno, há um crescimento baseado em consumo, através do endividamento das pessoas. O que não é sustentável em longo prazo, já vimos isso antes.

    O ideal é que o crescimento se baseie na produção, mas a indústria manufatureira está em queda há bastante tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *