Pesquisam confirmam que, no Brasil, jamais houve tamanha aversão aos políticos

Resultado de imagem para ódio aos políticos charges

Charge do Rico (Arquivo Google)

 


Carlos Newton

As pesquisas estão aí, realizadas por diferentes institutos, e chegam ao mesmo resultado, demonstrando que nunca antes, na História deste país, houve tamanha aversão à classe política. A imensa maioria da população atingiu um índice recorde de indignação. Esta pesquisa Datafolha não deixa dúvidas, ao indicar que 46% dos eleitores estão indecisos, não apoiam nenhum dos mais de vinte pretendentes. E 23% já resolveram votar nulo ou em branco. Juntos, são 69% de desenganados, desalentados e desgarrados brasileiros, mais de dois terços da população, pois apenas 31% ainda acreditam que algum dos candidatos merece seus votos.

Conforme assinalamos na manhã de domingo, logo após a divulgação da pesquisa no site da Folha de S.Paulo, não há novidade nesse desalento do eleitorado, pois as pesquisas anteriores indicavam a mesma coisa.

A NOVIDADE – Além disso, ao analisar a pesquisa no próprio domingo, registramos que a única novidade era que, pela primeira vez, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) conseguira superar Lula na pesquisa espontânea, a meu ver a única que tem validade, pois o entrevistador apenas faz a seguinte pergunta: “Em quem você pretende votar?”.

É neste quesito – o mais importante – que 46% estão indecisos, 23% vão votar nulo ou em branco, 12% apoiam Bolsonaro, 10% continuam com Lula, e os outros 9% estão divididos entre os demais candidatos. Ou seja, Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Alvaro Dias (Podemos), Rodrigo Maia (DEM), Henrique Meirelles (MDB) e os outros, nenhum deles consegue chegar a 1% dos votos, vejam que fracasso retumbante da democracia à brasileira.

Mas Bolsonaro não está com essa bola toda. Perde no segundo turno para Marina Silva e Ciro Gomes. Aliás, Marina não perde para ninguém no segundo turno. No entanto, isso é só um indicativo, na verdade a eleição ainda não começou.

FALTAM AS ALIANÇAS – Esta eleição é como um casamento em que ainda faltam as alianças. Os candidatos que têm chances – Jair Bolsonaro, Marina Silva, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e Álvaro Dias, não necessariamente nesta ordem, precisam fazer forte alianças, se pretendem vencer. 

Até agora, ninguém fechou nada. Alckmin é o único que tem espaço suficiente na TV, os outros precisam se virar para fechar alianças. O tucano diz que terá apoio do PTB e do PV, mas a coligação ainda não foi formalizada, é necessário que ele demonstre ter chances.

Todos conversam com quase todos, a confusão da sopa de letrinhas é infernal, porque a ideologia não existe, vale tudo para garantir um naco do poder. Se não fizerem boas aliança, os candidatos Bolsonaro, Marina, Ciro e Alvaro mal aparecerão na TV. É aí que mora o perigo.

###
P.S. – Não tocamos na candidatura de Lula, até porque ela não existe, mas vai causar um tumulto federal. O mais provável é que Fernando Haddad aceite o sacrifício de substituir Lula, inclusive porque Jaques Wagner quer se afastar desse cálice.  Se houve muitos candidatos, Haddad tem até alguma chance de passar para o segundo turno, sob as asas de Lula. Mas por enquanto, tudo ainda está indefinido. (C.N.)  

26 thoughts on “Pesquisam confirmam que, no Brasil, jamais houve tamanha aversão aos políticos

  1. CN, você leva a sério pesquisa Datafolha? Em qual outra pesquisa a Marina venceria as eleições em segundo turno? Acho interessante que são realizadas pesquisas eleitorais por diversos institutos e nenhum deles ganha a atenção e a repercussão que as pesquisas Datafolha recebem, inclusive aqui na TI. Será porque todas as outras convergem para um final que não tem a simpatia da TI e de outros orgãos de imprensa ? Por que só as pesquisas Datafolha são tão divulgadas ? É por que é as demais mostram uma tendência de votos ao pré-candidato que para a mídia têm de ser derrotado e o Datafolha é quem se presta a tentar induzir no público uma realidade que não é real?

      • Carlos Newton, pelo amor de Deus, venhamos e convenhamos, fazer uma matéria com base em pesquisas desonestas, parciais e dolosamente tendenciosas, é, no mínimo, de uma inocência cândida que chega a ser insólita para sua profissão.

  2. CN, humildemente farei uma previsão para a disputa eleitoral deste ano.
    A Gleisi Hoffmann será a candidata do PT para presidente.
    O João Dória será o candidato que unirá todo o Centrão(PSDB, MDB, DEM, PTB e outros nanicos).
    Os dois irão para o 2º turno.
    Dória será o novo presidente.

  3. No Brasil, os chamados políticos, são politiqueiros a fazerem politicagem, o ideal deles é roubar o cofre público, e o Zé povinho que se dane, o Zé participa dessa corrupção, elegendo e reelegendo corruptos, portanto conivente. O Zé está acordando do berço esplêndido, que a bem da verdade, é colchão de ponta de punhais, (cama de faquir) a lhe sangrar o corpo.
    Busquemo no “pai dos burros” o significado das palavras: Politico e politica, e cotejemos com o que ai está!!
    Só nos resta rogar a Deus por um Brasil decente e justo, mas, temos que fazer a nossa parte, não elegendo ou reelegendo corruptos, ao elegê-los, nós nos igualamentos, e não temos o Direito de reclamar, pois, são frutos de nosso voto!!

  4. PESQUISA NA INTERNET:
    Atualizada em 12/06/2018 às 08:00hs

    JAIR BOLSONARO 49,9% 628.663

    CIRO GOMES 20,0% 252.226

    ÁLVARO DIAS 5,9% 74.386

    GERALDO ALCKMIN 5,3% 66.471

    LULA 4,9% 62.003

    FLAVIO ROCHA 4,7% 59.281

    MARINA SILVA 4,3% 53.547

    JOÃO AMOÊDO 2,2% 27.467

    HENRIQUE MEIRELLES 1,4% 18.130

    MICHEL TEMER 1,4% 17.045

    Total: 1.259.221

  5. A divulgação exagerada e mensal das pesquisas do data folha, nada mais é do que a esquerda tentando criar uma “Kriptonita”, que visa enfraquecer o Bolsonaro.
    Essa “ladainha” de que o lula é imbatível e que vai ser registrado candidato, é só “cascata”, sabe e muito bem a esquerda, que o molusco não sera candidato, e se fosse, perderia a eleição e nem iria para o segundo turno, porque o povo associa tudo o que esta acontecendo a ele.
    Ninguém tem dúvida que ele é o criador de toda esta situação, inclusive o “inventor” do Michel Temer presidente.
    É tão incompetente, que pôs duas duas “múmias” na presidência, a Dilma e o Temer.

  6. Mas no dia da eleição, o povinho votará mansa e bovinamente como sempre. É a “festa” da democracia….kkkkkkkk

    Banânia, republiqueta de otários e frouxos…kkkkkkkkk xD

    • “A Câmara é a representação do povo. Os deputados não são santos porque o povo também não é santo”

      (Bonifácio Andrada, que está em seu DÉCIMO mandato de deputado federal. Ele conhece bem o baixíssimo nível de seu eleitorado.)

  7. ora, ora,
    pois, pois,
    ”’aversão a políticos”’! por quê /

    no Brasil,
    há muito que se afirma (só para relembrar):
    os dedos das mãos são excessivamente muito demasiados demais
    para contar, no dito congresso tupiniquim – também conhecido como congresso fedore, aliás, federal,
    OS QUE N.Ã.O SÃO SALAFRÁRIOS e todos os ETC. possíveis !!!

    principalmente desde 5.outubro.1988 !!!

  8. Claro que o brasileiro tomou ojeriza de políticos, afinal quem gosta de bandidos? E o político é o que mesmo. O Brasil é uma casa de horrores, agora mesmo, se a PF entrar na área de contratos da Petrobrás vai verificar que nada mudou na Terra de Abrantes. Surreal

  9. Se Haddad tentar voo solo vai quebrar a cara. Ou o PT apoia Ciro/Marina indicando Haddad de vice na chapa de um deles ou ficará fora do 2 turno em 2018.

  10. NA VERDADE, VERDADEIRA, O GRANDE CENSURADO DO SÉCULO 21, PELA MÍDIA, OS PARTIDOS, OS GOLPISTAS E O ESTABLISHMENT BANDIDO, SOMOS NÓS, OS INDIGNADOS, REPRESENTADOS PELO PROJETO NOVO E ALTERNATIVO DE POLÍTICA E DE NAÇÃO (RPL-PNBC-DD-ME), HÁ MAIS DE 20 ANOS NA ESTRADA. E os censores são exatamente essa merda de política e república 171 do partidarismo eleitoral, do golpismo ditatorial e dos seus tentáculos, velhaco$, com a mídia luso-tupinquim a bordo, enquanto donos perpétuos da liberdade de expressão nestas plagas, dos quais, no Brasil, por fas ou por nefas, somos todos vítimas, reféns, súditos e escravos, há 128 anos, e dos quais urge nos libertarmos já, aqui e agora, antes tarde do que nunca. Libertação essa que só será possível com Deus na causa, porque, infelizmente, nos encontramos escravizados por legiões de demônios num país em que ser político e líder bem-sucedido, salvo exceções que não conheço, implica em fazer composições satisfatória com a corrupção, e quanto mais enganador, mais simpático, mais blindado e mais querido pelo establishment bandido que mantém a política, o estado, o mercado e a população capturados, dominados e manipulados por bandidos mancomunados, que perfazem o $istema podre e a plutocracia dos me$mo$, fantasiada de democracia só para enganar a freguesia. Conjunto da obra esse, maligno, contra o qual temos apenas a RPL-PNBC-DD-ME, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, o qual, neste momento histórico, para ser levado ao conhecimento da população, ser apreciado e votado nas urnas, a favor ou contra, mercê da ditadura partidária, depende de apenas uma partido de verdade, digno, idealista, desprendido, revolucionário, que lhe sirva como ponto de apoio para que com a aprovação da maioria da população ele possa levantar a política de verdade no Brasil e no mundo. E será que temos isso no Brasil: pelo menos um partido nessas condições, desprendido, ou seremos obrigados a voltar às ruas outra vez, diretamente, para liquidarmos a fatura aberta em Junho de 2013 ? https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/358088/Depois-de-Lula-agora-a-imprensa-brasileira-censura-o-Papa.htm

  11. Discordo do tom da charge. Dada a situação brasileira atual, é mais do compreensível que muitas pessoas estejam desiludidas da política. É certo que essa seja uma atitude criticável, mas a resposta não é dizer que quem age assim é descerebrado, idiota ou maluco, como hoje é moda dizer daqueles que tem opiniões com as quais se discorda. Fica difícil exigir das pessoas que se apaixonem por candidatos, que a cada quatro anos digam “com fulano/a vai ser tudo diferente, agora as coisas vão ter jeito” e gastem seu tempo assistindo horário eleitoral e discutindo programas partidários como se os políticos levassem a sério suas promessas e programas e governassem baseados neles. Diante do que os mudancistas, reformistas e paladinos anticorrupção se tornam quando chegam ao poder aqui neste país, ainda se pode exigir que as pessoas comuns os levem muito a sério, e se empenhem muito em debater e difundir seus ‘programas’?

  12. Você pode aplicar a metodologia padrão, mas manipular na escolha da população da amostra, p. ex.: buscar o mesmo nível socioeconômico, grau de instrução, idade, etc., mas em bairros diferentes, que apresentem uma tendência conhecida previamente e que é a que lhe interessa, entende…?

  13. Um instituto do porte do Datafolha tem essa informação. A classe média de Copacabana tem uma tendência diferente da classe média da Tijuca, digamos, apenas pra ilustrar….

  14. Política no Brasil é um bife a cavalo.
    O bife é do pessoal empossado.
    O ovo fica pra quem faz a vez da esquerda.
    A gordura que solta vai pro esterior.
    E o povo, que cria a vaca, a galinha e a ração, passa fome e paga a conta.

  15. Confiar no Data fraude?
    Só um dado: na página do Sen. Álvaro Dias do facebook há mais de 1,100.000 de seguidores. Se são seguidores deduz-se que devem votar nele. Só nesta rede social já chega a 1% dos eleitores.
    E aí?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *