PF investiga movimentações financeiras atípicas de Wassef, ex-advogado de Bolsonaro

Homem-bomba Wassef - Diário Online - Portal de Notícias

Charge do Alê (Diário Online)

Camila Mattoso, Mariana Carneiro e Guilherme Seto
Folha

A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar movimentações financeiras de Frederick Wassef, ex-advogado do presidente Jair e de seu filho mais velho, o senado Flávio Bolsonaro. A investigação tem como base documento de inteligência do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Econômicas), produzido em julho deste ano, que mostrou pagamentos de R$ 9 milhões da holding JBS (grupo Friboi) para Wassef.

O relatório reúne informações bancárias envolvendo o advogado, seu escritório e uma empresa à qual é vinculado. Algumas das operações foram consideradas suspeitas pelo Coaf.

DIZ A CRUSOÉ – O relatório, revelado pela revista Crusoé, foi produzido um mês depois de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, ser preso quando morava em um imóvel de Wassef, em Atibaia (SP). Após o episódio, o advogado anunciou ter deixado a defesa do filho do presidente.

O inquérito foi aberto após o Ministério Público enviar à Polícia Federal a documentação do Coaf, com o objetivo de que os indícios existentes fossem apurados.

No mês passado, Wassef virou réu sob acusação de peculato e lavagem de dinheiro, suspeito de participar de um esquema que teria desviado R$ 4,6 milhões das seções fluminenses do Sesc (Serviço Social do Comércio), do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e da Fecomércio (Federação do Comércio).

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O jornalista Elio Gaspari publicou neste domingo, em artigo publicado simultaneamente em O Globo e na Folha, que o presidente Jair Bolsonaro, que já revelou sofrer de apnéia noturna, está tendo muita dificuldade para dormir. E não é para menos. Quem cultiva amizade com uma figura como o advogado Frederick Wassef, realmente tem de ficar com a consciência pesada e enfrentar problemas para dormir. Wassef é nitroglicerina pura, como se dizia antigamente. (C.N.)

4 thoughts on “PF investiga movimentações financeiras atípicas de Wassef, ex-advogado de Bolsonaro

  1. Se fosse fazer fila de ratos, o primeiro estaria no Oiapoque e o último no Chuí.
    E com famílias centenárias e não centenárias inteiras, integrando a “fila da bandidagem”…
    É muito bandido…
    Credo !

  2. Puxa…Carlão…o prezado não acha que já é s hora deste blog da liberdade parar de ficar usando “reportagens” do sistema podre da família Marinho? Puxa prezado amigo…pare de usar o sistema globo e seus vassalos priorizados nós que somos da velha guarda sabemos quem é a quem representa esse sistema do diabo.
    Nossa tribuna merece fontes mais limpas para beber informações. Pense nisso meu prezado…

    YAH seja louvado…sempre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *