PSB desiste de apoiar Rodrigo Maia e pode disputar a presidência da Câmara

Resultado de imagem para rodrigo maia

Rodrigo Maia já está praticamente confirmado na Câmara

José Carlos Werneck

Reportagem de Camila Turtelli e Mariana Haubert, do Estadão, revela que o PSB decidiu se opor à candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara. Deputados do PSB se reuniram nesta quinta-feira, dia 10, em Brasília e, em uma votação consultiva, indicaram por ampla maioria que o partido não apoiará Maia à reeleição.

Participaram da reunião 22 parlamentares e, segundo apurou o Estadão/Broadcast, apenas um deputado mostrou interesse pelo apoio a Maia. A sigla agora espera uma posição do PDT e do PCdoB – os três partidos integram um bloco parlamentar –, para tomar uma decisão conjunta sobre quem será o candidato do grupo.

SEM O PT – Aliados históricos do PT, os três partidos pretendem, desta vez, tomar uma decisão sem influência dos petistas, donos da futura maior bancada da Câmara Federal. O deputado Tadeu Alencar, de Pernambuco, líder do PSB, declarou que pretende definir com o PDT e o PCdoB, partidos com quem o PSB costura um bloco de oposição na Câmara, quem irão apoiar na eleição da Mesa Diretora da Câmara.

Até lá, ele disse, os três partidos vão se reunir internamente com as suas bancadas para decidir que caminho a ser seguido, depois das declarações da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, recém-eleita deputada pelo Paraná, de que o atual presidente da Câmara não terá os votos dos petistas, em razão de ter fechado um acordo com o PSL de Jair Bolsonaro, dono da segunda maior bancada da Casa a partir de fevereiro.

Alguns petistas defendiam um apoio a Maia, mas recuaram depois que ele costurou esse acordo com o PSL, oferecendo cargos na Mesa Diretora e a presidência da Comissão de Constituição e Justiça, a mais prestigiada e disputada da Câmara.

APOIO DE PESO – Rodrigo Maia tem feito movimentações importantes para permanecer no cargo e 12 partidos já oficializaram apoio a sua candidatura: PSL (52 deputados eleitos), PSD (34), PR (33), PRB (30), PSDB (29), DEM (29), SD (13), Pode (11), PPS (8), PROS (8), PSC (8) e Avante (7). Esses 12 partidos totalizam 262 deputados, porém não há garantia de que todos eles seguirão à orientação partidária, porque o voto é secreto.

Dentre os deputados que também têm se movimentado estão o atual primeiro-vice-presidente Fábio Ramalho, do MDB mineiro, e Alceu Moreira, do MDB gaúcho, além do recém-eleito Kim Kataguiri, do DEM paulista. Sem contar apoio de seu próprio partido, o PR, que estará com de Maia, o deputado Capitão Augusto, de São Paulo, deverá concorrer em candidatura avulsa. E o deputado  Marcelo Freixo, do PSOL do Rio de Janeiro, também já se colocou na disputa.

Mas um veterano jornalista, que acompanha as eleições desde os tempos de Ranieri Mazzili, afirmou, em um jantar na noite de ontem, que “Rodrigo Maia será o escolhido”.

2 thoughts on “PSB desiste de apoiar Rodrigo Maia e pode disputar a presidência da Câmara

  1. Maia já está eleito.

    E provavelmente Réunan Calhorda também, depois da decisão do cumpanheru Tóffoli pela votação secreta.

    Vida de gado, povo marcado, povo feliz…

  2. Todo mundo sabe, inclusive Pernambuco inteiro, que PT e PSB são sócios de tudo de ruim que aconteceu lá e em todo o Brasil, são sinônimos do que pior temos na vida pública nacional, e, se mergulhar na lava-jato vão ver os dois mutuamente envolvidos no caos com que Lula e sua canalha transformaram o Brasil ! Eles estão com medo, o PSB teme que o PT o arraste junto, não há diferença de Cabral para os outros Governadores que participaram em cumplicidade com Lula desde aquela epoca, o Recife também é vítima dessa sociedade. Não temos virgem nesse prostíbulo que eles tornaram a Vida Pública Brasileira, todos se merecem, PT e PSB, são iguais. umbilicalmente iguais no pensar e agir !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *