PSDB de Doria adere à moda e encomenda pesquisa para avaliar mudança de nome

Resultado de imagem para tucanos charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

Ricardo Galhardo
Estadão

Maior liderança tucana hoje, o governador de São Paulo, João Doria, disse que o PSDB encomendou uma pesquisa para avaliar entre outras coisas a possibilidade de uma mudança no nome do partido. “Nós vamos estudar. Defendo que façamos uma pesquisa a partir de junho. Já está previsto, inclusive. E que esta ampla pesquisa nacional avalie também o próprio nome do PSDB”, disse Doria, neste domingo, 14, depois de participar da convenção municipal do PSDB de São Paulo.

“Melhor do que o achismo e o personalismo é a pesquisa, ela representa a convicção daquilo que emana da opinião pública”, justificou o governador. 

NOVO NOME – A possibilidade de troca do nome de um dos mais tradicionais partidos políticos do Brasil foi revelada pela Coluna do Estadão. Segundo Doria, a reavaliação dos rumos do PSDB não representa uma guinada à direita abandonando o legado social-democrata tucano, como temem algumas lideranças históricas da legenda.  

“O caminho do PSDB deve valorizar a sua história mas entender também a dinâmica de um país que evolui no tempo e no espaço. Hoje o PSDB caminha para ser um partido de centro com respeito à esquerda e à direita com definições claras em suas políticas sociais mas também liberal na política econômica”, disse Doria.

NOVO DIRIGENTE – A convenção municipal dos tucanos paulistanos elegeu o sociólogo Fernando Alfredo, o Fernandão, chefe de gabinete da subprefeitura de Pinheiros e militante oriundo da base do partido, para presidir o diretório municipal do PSDB.

Aos gritos de “1, 2, 3 é Covas outra vez” o PSDB fez o primeiro gesto explícito em direção à reeleição do prefeito Bruno Covas, que participou da convenção.

A escolha não teve disputa. Ao longo da semana caciques tucanos fecharam um acordo para formação de uma chapa única na qual Covas indicou o presidente e Doria o secretário geral, Wilson Pedroso, além do tesoureiro-geral, o secretário municipal da Casa Civil, João Jorge.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Com o partido devastado pela corrupção, ao invés de renovarem suas práticas e se adaptarem às novas perspectivas do eleitorado brasileiro, os dirigentes tucanos julgam que o ideal é trocar de nome, como se isso fosse esconder alguma coisa. Depois do PPS, que virou Cidadania 23, agora vem o PSDB querendo mudar a denominação. No entanto, como ficam sempre em cima do muro e não decidem nada, os tucanos vão esperar uma pesquisa. Bem, se forem abandonar também o símbolo, para deixarem de ser tucanos, o ideal seria “pomba-rola”. (C.N.)  

11 thoughts on “PSDB de Doria adere à moda e encomenda pesquisa para avaliar mudança de nome

  1. Claro que essa mudança meramente cosmética não vai enganar ninguém. Mas ao menos é um reconhecimento público de que o PSDB está acabado, não tem mais perspectiva de poder. Nem Doria quer se apresentar como herdeiro de FHC e Cia.

  2. Depois do encontro, neste domingo, com o Arnold Schwarzenegger, Doria encontrou o nome perfeito para o novo PSDB:

    PT – Partido Terminator.

    Se abrasileirar, fica PEF – Partido Exterminador de Futuro.

    Pra não deixar á vista a verdadeira finalidade do partido (exterminador de futuro) os tucanos irao apelar para a modernidade e deixar o nome em ingles mesmo, PT.

    Nada contra (sic), nada consta…. Brasileiro esquece…

    Doria precisa ‘daquele’ cafezinho, antes que seja tarde demais…

  3. PARA OS QUE AINDA ACREDITAM EM MILAGRES. Ao que parece, não existe a palavra rendição no dicionário do sistema político apodrecido, forjado e imposto pelo golpismo ditatorial, pelo partidarismo eleitoral e por seus tentáculos, velhaco$, porque sempre tem 171 a mais na manga do paletó dos me$mo$, à paisana ou fardado, no qual a população sempre acaba entrando de gaiata, pela direita, pela esquerda, ou pelo centro. E com as forças armadas tb capturadas por elle$, a serviço delle$, na condição de braço armado delle$, afeiçoam-se impossíveis as mudanças de verdade: sérias, estruturais e profundas que o país e o conjunto da população tanto necessitam há trocentos anos. Enfim, para os que ainda acreditam em milagres, se precisarem de MiM para peitá-los, digo, para bater de frente contra tudo isso que ai está há 129 anos, exaurido, vocês têm o meu nome, o meu endereço e sabem onde me encontrar. RPL-PNBC-DD-ME, Saudações. https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2019/04/15/pais-aprova-lava-jato-mas-ve-pus-no-fim-do-tunel/?fbclid=IwAR0WtH2GiApUD5VWIcSUdPXyPPIp09lntZoJawsVc

  4. MUDANÇA DE NOME DE PARTIDOS
    De uns tempos para cá alguns partidos passaram a mudar de nome; o PTN agora é PODEMOS; o PTdoB mudou para AVANTE; ambos os nomes, PODEMOS e AVANTE, foram copiados de partidos/movimentos da Espanha; outro partido que mudou de nome foi o PEN, Partido Ecológico Nacional, que agora é Patriota; mais recentemente o PPS passou a se denominar CIDADANIA.
    Roberto Freire, presidente do PPS, agora Cidadania disse “Não adianta nos diferenciar por cor de pele ou língua. Precisamos ter essa visão de globalização, internacionalista e em defesa da imigração. Defender o mundo único, global e que não faça diferença entre os seres humanos”.
    Só eles têm esta opinião?
    O simples fato do partido mudar de nome, muda a cabeça das pessoas filiadas ao mesmo?
    Significado de
    PODEMOS: Ato de poder fazer algo.
    AVANTE: Adiante, para a frente.
    PATRIOTA: Amor e dedicação à pátria.
    CIDADANIA: A cidadania é o conjunto dos direitos políticos de que goza um indivíduo e que lhe permitem intervir na direção dos negócios públicos do Estado, participando de modo direto ou indireto na formação do governo e na sua administração, seja ao votar (direto), seja ao concorrer a cargo público (indireto).
    LIVRES: Livre é a pessoa que tem liberdade, que está liberta. Aquele que tem o direito de decidir por si próprio, que não é monopolizado. Indivíduo que não está ocupado, descomprometido, isento, dispensado.
    No PSL, antes de Bolsonaro se filiar ao mesmo, havia um movimento para mudar o nome do partido para Livres; com a entrada de Bolsonaro, saíram do partido; uns foram para o Novo; Marcelo Calero, que foi Ministro da Cultura de Temer, tendo saído quando do imbróglio Geddel, e que recentemente comemorou a prisão de Temer, foi para o PPS, agora Cidadania, tendo sido eleito deputado federal pelo mesmo. Interessante é que, quando saiu do governo Temer, ele foi substituído pelo Roberto Freire, atual presidente de seu partido; ou seja, ele saiu de um governo corrupto e se filiou ao partido de seu substituto no governo corrupto (depois Freire saiu).
    Aí o tal de Marcelo Calero disse que “a nova nomenclatura incentiva a participação dos cidadãos na política”; só porque mudaram o nome do partido para Cidadania? Inventaram esta palavra agora? ”
    Os filiados aos demais partidos, que não mudaram de nome, não atuam no sentido de “poder fazer algo”? Não praticam ações que lhes permitam ir “adiante, para a frente”? Não têm “amor e dedicação à pátria”? Não agem em função da “cidadania”? Não são “livres”?
    Agora é o PSDB que quer mudar de nome.

  5. Um adendo a parte do comentário: Os filiados aos demais partidos, que não mudaram de nome, ou mesmo aquelas pessoas que não têm filiação partidária, não atuam no sentido de “poder fazer algo”? Não praticam ações que lhes permitam ir “adiante, para a frente”? Não têm “amor e dedicação à pátria”? Não agem em função da “cidadania”? Não são “livres”?

  6. Segundo li, a mudança do nome do PSDB seria porque o Doria, governador de São Paulo, não gosta da expressão “social democracia”.
    Aí um gaiato, num comentário sobre a notícia em outro site, sugeriu o novo nome do partido: PEIDO – Partido dos Empresários e Íntimos do DOria.

  7. Se Dória encomendar uma pesquisa ao data foia pra mudar os nomes do Corinthians para Palmeiras e de Palmeiras para Corinthians, o data foia apresenta um resultado por unanimidade, entrevistaram duzentos mil de cada lado e foi assim.

  8. É preciso não esquecer que o DEM é o netinho mais esperto da Raivosa, Golpista e Preconceituosa UDN. Aquela que o senador udenista Otávio Mangabeira deu um “beijo desentope pia” na mão do presidente norte-americano General Eisenhower quando veio ao Brasil e foi ao senado e que ficou atônito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *