Relatório final da CPI provoca preocupação no Planalto e insônia na família Bolsonaro

Gilmar Fraga: CPI | GZH

Charge do Gilmar Fraga: (Gaúcha/ZH)

Vicente Limongi Netto

Relatório final da CPI da Covid deixando o presidente jair Bolsonaro e apaniguados aflitos. De cabelo em pé. Hora do acerto de contas. Com Deus e com a Justiça. As conclusões finais do relator Renan Calheiros são fundamentadas em fatos. Baseadas em isento e exaustivo trabalho. Investigados e apurados com rigor.

O colegiado não agiu com açodamento.  Muito menos como carrasco ou juiz.  Os denunciados que paguem pelos erros e omissões que cometeram. A opinião pública acompanhou a CPI com interesse e vigilância. Tolice estrebuchar ou reagir com insultos e destemperos, como fez Bolsonaro, chamando o senador Renan Calheiros de “bandido”.

SEM ESPELHOS – Tudo indica que o mito de meia pataca mandou tirar os espelhos dos Palácios do Planalto e da Alvorada. O bestalhão 01, senador Flávio Bolsonaro, também jogou as patas no relator da CPI. Esse filho mais velho é outro coitado. Acorda rosnando. Mas sabe que Renan Calheiros é homem de luta.

Viver é para os bravos e guerreiros. Para os que não se intimidam diante de bravatas ou ameaças. Também bobagem, patetice e devaneios de amadores, achar que as críticas do presidente da CPI, senador Omar Aziz, por vazamentos do relatório, enfraquecem o relacionamento dele com Renan Calheiros. 

MUDAR DE PADARIA – Sugiro que a senadora Leila Barros mude de padaria e de companhia (Eixo Capital – Correio Braziliense-16/10). Conversar com Cristovam Buarque, o pior governador de Brasília, o mais obscuro ministro da Educação (demitido por Lula, pelo telefone) e o mais medíocre senador que o Distrito Federal teve a infelicidade de eleger, não dá futuro político a ninguém.

Com o pretensioso Cristovam por perto, o café esfria e o pão com manteiga perde o sabor. É uma furada, senadora Leila Barros. Caia fora.

A senhora, grande nome do vôlei brasileiro, merece melhores luzes. O mais patético e inacreditável é o bolorento Cristovam ameaçar que pretende novamente candidatar-se ao Senado ou à Câmara Federal. Falta de senso é isso. 

SELEÇÃO MELHORA – O jogo em Manaus foi a melhor apresentação da seleção, na Era Tite. A caminhada pelo hexa é longa e árdua. Pés no chão. Nada de triunfalismo. Precisamos evoluir muito, tática e tecnicamente. Os adversários são fortes e não temem mais o Brasil, como na época de Gerson, Pelé, Rivelino e companhia. Não é saudosismo, mas a cruel realidade. 

Creio que o time que começou o jogo deve ser mantido. Incluindo Casemiro, o goleiro Alysson  e Marquinhos. Lucas Paquetá tapou a boca de muita gente. Inclusive a minha. Útil, objetivo e produtivo. As laterais permanecem disputadas. Fred, por sua vez, está jogando um bolão. Meia competente. Não será surpresa se barrar Gerson.

Rafinha, novo xodó do torcedor, joga bem e com alegria. Entusiasma o torcedor.  É abusado, inteligente, driblador e chuta forte. Tendo chances de jogar, não sairá mais do time titular.

TROCAS NA TV GLOBO – Não gostei das trocas no Grupo Globo. Tenho o direito de manifestar meu desacordo, como telespectador devotado.

Maju vai para o Fantástico no lugar de Tadeu, que vai para o BBB. No lugar dele, creio, a direção da Globo deveria colocar outro qualificado jornalista. Por exemplo, Rodrigo Bocardi. Duas mulheres apresentando o melhor programa da televisão, aos domingos, é um exagero. Não vai dá certo. Clube da Luluzinha.

O lugar de Tadeu ficará vago. Quanto ao Cesar Tralli,  indo para o Jornal Hoje, a meu ver, não fede nem cheira. Maju por ele, tanto faz. O tédio permanecerá no ar.

###
P.S. –  Mensagem que recebi de um amigo neste sábado: “Estou jantando no ‘A Mano’ e tive o desprazer de ver o Flávio Bolsonaro, sem reserva, querendo furar fila para pegar mesa. Affffffff. Que povinho de quinta categoria!” (V.L.)

14 thoughts on “Relatório final da CPI provoca preocupação no Planalto e insônia na família Bolsonaro

  1. Tive a mesma impressão manifestada por você Limongi. A direção da Globo não vem acertando nas trocas. Luciano Huck no lugar do Faustão não decola é um tédio do princípio ao fim, não tem empatia.
    Todo império um dia chega ao fim e o começo vem com crise financeira e erros de gestão.
    A concorrência está feliz, principalmente a CNN e a Record. Lamento.
    Registro também, as saídas dos jornalistas Rosângela Bittar da página 6 de Política do jornal O Estado de São Paulo e Jorge Cury ( Caverna Club) do Caderno Especial, que escreve sobre Cultura e mídias digitais, do mesmo Estadão, página 4.
    Estamos empobrecendo economicamente e na Cultura Geral.
    Que fase obscura!

  2. Mestre, todo o respeito ao Senhor, mas elas são a maioria na população e nossos olhos merecem, não acha? Mesmo porque o Senhor pode ser taxado de misógino – grande injustiça !

  3. Sobre as mudanças na Globo, é o ‘nojento’ politicamente correto.
    Sobre o futebol; ainda bem que perderam o medo da seleção brasileira e partem “pra cima” e então, tomamos a bola e rápido como um raio já estamos ameaçando o gol deles. Vimos isto umas seis vezes no último jogo e por isto, ele foi eletrizante.
    Sobre a Leila, todo ser humano necessita ser escutado e então meditamos e aprendemos até com os erros.
    Sobre o ‘clã dos infernos’, eles começarão a colher o que estão plantando; mas, eles foram especialmente importantes no fato de que mostraram que não importa se é direita ou esquerda, todo extremismo é destrutivo.
    Inclusive podemos colocar a corrupção como uma forma de extremismo em que o cidadão se acha acima das leis e esquece que ser agente público é Servir ao povo.
    Bom dia a todos.

  4. Limongi, toda vez que me deparo com a palavra -Espelho – lembro da música imortalizada por João Nogueira e Paulo Cesar Pinheiro. Esses dois gênios da poesia popular ainda fizeram 20 anos depois, outro clássico: Além do Espelho.
    Com certeza, Flávio é o espelho do pai Bolsonaro. Já começo a ficar preocupado com o espelho do Flávio.
    O Rei Máquina, Luiz XV também inventou os famosos espelhos do Palácio de Versalhes. De onde os súditos estivessem poderiam ver a imagem do soberano no espelho real. Era chamado de Rei Sol, porque os carnavalescos da coroa francesa bolaram para ele uma alegoria simulando o astro solar no peito da magestade.

    • Um presidente deve ter respeito pelo cargo máximo do país. A deselegância gera no inconsciente popular um devastador exemplo. O presidente tem essa mania de xingar todo mundo, que o contraria, então, recebe o troco de tudo que é lado. Não entende o significado da liturgia do cargo, para o qual, não foi preparado.
      A presidência caiu no seu colo de paraquedas.
      Aquela situação posta em 2018 não se repetirá em 2022. Por isso a tentativa frustrada de golpe no dia sete de setembro, o dia Do dele.

  5. Essa seleção não realiza mais nenhum amistoso com clubes europeus, e assim fica difícil de avaliar a nossa qualidade. Atualmente estamos nos experimentando apenas com esses esgotos latino-americanos. Na copa do mundo, com sorte seguiremos até às quartas de final, só enfrentando carne assada, como Austrália, Egito ou chorume sul americano. Nas quartas de final é que realmente começa o desafio, onde provavelmente encararemos algum time europeu, e a chance de voltar pra casa é muito alta, como vem sendo desde 2006.

  6. Tenho críticas a Cristovam Buarque desde antes do governo do DF.

    Assim como Lula, Cristovam é traidor de classe. Pra mim, o pior tipo

    … daí a dizer que foi o pior governador e o pior senador do Distrito Federal – com todo respeito, Limongi:

    é considerar metade da população candanga desmemoriada

    … e a outra metade idiota!

    Por acaso esqueceu que Roriz foi sagrado senador – mas por causa de “uma bezerra de ouro” renunciou

    … e seu suplente, Gim Argelo, assumiu e alguns anos depois foi preso como LADRÃO?

    Já esqueceu de um dos três mosqueteiros da criminosa “operação Uruguai” – Collor, Paulo Octávio e Luiz Estevão -, onde esse último, posteriormente foi eleito senador mas foi cassado igualmente por ROUBO de dinheiro público?

    Se esqueceu, Limongi, relembro que se quiser visitar Luiz Estevão terá que ir à Penitenciária da Papuda onde o ex-senador cumpre pena há mais de 4 anos.

    Quanto aos outros dois mosqueteiros do Mal, Collor e Paulo Octávio tiveram de renunciar aos mandatos… Coincidência???

  7. Nossa, quanto governador corrupto aí no Distrito Federal. Esqueceu do Arruda, cassado por corrupção. A esposa dele, Flávia Arruda é ministra de Bolsonaro indicada pelo cacique Arthur Lira, chefe do Centrão.
    E eu, que pensava tão mal dos governadores do Rio de Janeiro, um pior do que o outro!

    Falando de amenidades, o novo formato gráfico do jornal O Estado de São Paulo, que recebi hoje na minha residência ( assinatura) está moderno e prático. Sensacional

    • Roberto Nascimento,
      O problema surge no momento em que você deseja cancelar a assinatura.
      Aí é uma luta.Tem que ter muita paciência.
      Por isso e alguns outros problemas cancelei minha assinatura.

      • Esse é um fato recorrente nas atuais relações empresa&clientes. Ocorre nas telefônicas, nos planos de saúde, nas assinaturas de jornais. Estamos desamparados diante dessa parafernália digital de compra e venda pela Internet.
        Que fazer?

    • Esqueci do Arruda não, Roberto Nascimento.

      É que não faz muito tempo escrevi uns três comentários me reportando aos pilantras Arruda e seu vice, Paulo Octávio.

      Quando Arruda foi afastado (preso) por ROUBO (inclusive filmado escondendo dinheiro nas meias), quem deveria ocupar o cargo vago seria o Paulo Octávio, vice-governador – que renunciou antes de assumir porque também era acusado no mesmo esquemão de Arruda…

      Pode, “fróidi”?

  8. Mas o filho Zero Um do mito é um Senador da República, não é um zé ruela como tantos outros. E com o fim da lei da Improbidade Administrativa, a Impunidade voltou, ou seja, o tempo do “você sabe com que está falando” e a carteirada estão de novo na moda. O filho Zero Um do mito quis fazer valer os seus novos direitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *