Segundo turno: decisão se concentra em cinco estados

Pedro do  Coutto    

Em reportagem publicada na edição de O Globo de terça-feira 14, Fernanda Krakovics e Maria Lima sustentam que as eleições presidenciais deste ano vão ser decididas com base nos votos de cinco estados chave: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia , Minas Gerais e Pernambuco, unidades da Federação que deram 61% dos votos obtidos por Marina Silva, os quais, agora, nesta reta de chegada, estão sendo disputados por Dilma Rousseff e Aécio Neves. Têm razão, penso eu. Mas não só por este ângulo. Também pelo fato de reunirem em seu conjunto – coincidência numérica – também 60% do eleitorado brasileiro.

Por isso, neles os dois candidatos ao Planalto vão concentrar suas atuações nos dias derradeiros da campanha. Pernambuco pelo efeito simbólico sobre a transferência de votos que a viúva de Eduardo Campos, Renata, seus filhos, puderem fazer para Aécio Neves. Pois no primeiro turno, Marina venceu no estado por 48 a 44% de Dilma Rousseff enquanto Aécio ficou na escala de 6 pontos, Foi o único estado nordestino no qual Dilma não foi a mais votada.

São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia por significarem em torno de 60% do total de eleitores. No primeiro turno, em São Paulo, Aécio surpreendeu com 44%, deixando Dilma em segundo com 26 e Marina logo após com 25%. A disputa dar-se-á em relação a estes 25%. No Rio de Janeiro, Rousseff liderou com 35,6%, seguida de Marina (31) e de Aécio com 27 pontos. A disputa – acentuam Fernanda e Maria Lima – será pelos 31 pontos que a candidata do PSB alcançou.

Em Minas Gerais, a atual presidente fechou o primeiro turno com 43,4 pontos, Aécio foi o segundo com 39,7, Marina em terceiro com 14%. Finalmente na Bahia, quarto maior colégio nacional de votos, Dilma chegou a 61 pontos, deixando Aécio e Marina Silva empatados na escala de 18%.

ESPÓLIO DE MARINA

Falamos em divisão dos votos obtidos por Marina Silva. Divisão não significa que em partes iguais. E sim desiguais, uma vez que o Datafolha já divulgou pesquisas revelando que , de modo geral no país, a maioria dos que votaram em Marina Silva deslocou-se para Aécio Neves mesmo antes de a ex ministra do Meio Ambiente formular concretamente seu apoio ao senador mineiro.

A reportagem de O Globo traçou o panorama básico do desfecho, para o qual certamente vão convergir não somente as viagens dos candidatos, mas também as mensagens que devam dirigir aos cinco estados por intermédio dos dias que faltam para terminar o horário político nas emissoras de televisão e rádio. Os cinco estados apresentam-se, assim, como a síntese do próprio país por abrangerem a maior parte do eleitorado apto a comparecer às urnas do próximo dia 26.

Por essa razão, as assessorias de um e de outra devem trabalhar em dobro nestas duas últimas semanas, descobrindo reivindicações que ficaram esquecidas com o passar do tempo para focalizá-las e, dessa forma, conquistar votos ainda indecisos em favor de cada um. Isso de um lado. De outro, na etapa que se aproxima do desfecho é tempo de mobilização das estruturas partidárias na luta nos metros derradeiros do desfecho. Estrutura que Marina Silva não possui e muito menos o PSB conseguiu montar. Aliás, por falar em PSB, o artigo do ex-presidente da legenda, Roberto Amaral, publicado na Folha de São Paulo de 14, revelou claramente a cisão que minava o partido nos seus bastidores. Vamos esperar por novas pesquisas e verificar se, desta vez, as urnas confirmam.

5 thoughts on “Segundo turno: decisão se concentra em cinco estados

  1. O time mais odiado do Brasil, ontem deu adeus a Copa do Brasil,sendo humilhado pelo Atlético MIneiro, sem dó ou piedade., Um tipo Alemanha vs Felipão Retranca do Sul.
    O timinho dos filhos bilionários do marinho ajudado em todas as circunstâncias , televisivas, “jornalisticamente”, corruptivamente, nos tribunais em tapetões, viu os Deuses da Bola aplicarem as doses de “honestidade” comum aos que fazem coisinhas erradas……
    Quarta,Domingo, Quarta e Domingo também ficarão menos atraente paraos filhotes do marinho.
    Será que os filhotes continuarão a passar outros times na Copa doBrasil noseu canalzinho demérida.????

  2. Se o povo brasileiro tivesse consciência política, retornaria para a direita(partidos), pois demos 2(dois) mandatos ‘a FHC, depois dois ao Lula, deveríamos ter continuado o ciclo e eleito Serra, porem demos 3(três) mandatos consecutivos ‘a esquerda o que os fortalece! No meu ver não devemos votar em candidatos, e sim no grupo a que ele pertence! deveríamos voltar para a direita, dar 2(dois) mandatos, e alternar com mais 2(dois) mandatos para a esquerda! se tivéssemos consciência política. Que isso seria oriundo de investimentos públicos em educação publica básico e fundamental, não altos investimentos públicos em educação universitária ! Isso seria um mero comentário sobre minhas ideias! favor não seria uma critica ‘a nada que ocorre, e sim uma mera observação!!

  3. DILMA 1 TURNO 2010 = 47.651 ( votos válidos = 101.590 )
    DILMA 2 TURNO 2010 = 55.752 ( votos válidos = 99.463 )
    obs. no 2 turno Dilma teve + 8.101 votos
    DILMA 1 TURNO 2014 = 43.267 ( votos válidos = 104.023 )

    DILMA 2 TURNO 2014 = NÃO CHEGARÁ A 50.000 DE VOTOS

    AÉCIO 45
    PRESIDENTE DO BRASIL 2015 / 2018

  4. O experiente e como sempre brilhante Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO analisa, e conclui que a decisão da Eleição Presidencial se dará principalmente em 5 Estados: SP – RJ – MG – BA – PE. Também acho. É ali que quem quer ganhar, deve concentrar o maior esforço.
    Nessa Eleição Presidencial temos nítidos dois Campos. O ESQUERDA-CENTRO ( PT- PMDB + Base Aliada), onde o PMDB é muito importante, representada pela Presidenta DILMA; e o CENTRO-DIREITA ( PSDB- DEM + Base Aliada) representado pelo Governador AÉCIO NEVES.
    A ESQUERDA-CENTRO que está no poder a 12 anos, segue o Modelo de Economia mais fechada, mais Estatal, protegendo mais o estratégico Mercado Interno, trocando um pouco mais de INFLAÇÃO por menos DESEMPREGO ( Curva de PHILLIPS). No setor Externo, procura se afastar do alinhamento automático aos EUA e fazer uma Frente com a União dos Países Latinos, Africanos, alguns Asiáticos, principalmente da Argentina ao México com núcleo duro no Mercosul, e buscando contrabalançar o enorme poder dos EUA, com o inferior, porém crescente, poder da China e BRICS.
    A CENTRO-DIREITA propõe um Modelo de Economia mais aberta, menos Estatal, expondo mais o estratégico Mercado Interno ao Comércio Internacional, trocando um pouco mais de DESEMPREGO por menos INFLAÇÃO
    ( Curva de PHILLIPHS). No setor Externo, se alinha mais automaticamente com os EUA, e procura Comércio com todo mundo, independentemente, via Acordos Bi-Laterais.
    O POVO, analisa os Prós e os Contras, e parece que está dividido meio a meio. Imaginemos que quem Votou em DILMA ou AÉCIO no 1º Turno, NÃO MUDEM O VOTO no 2º Turno. Então vejamos:
    No 1º Turno, a Presidenta DILMA teve uma diferença a seu favor de +- 8,5 Milhões de Votos sobre o Governador AÉCIO NEVES.
    A Senadora MARINA + 7 Candidatos tiveram 25,8 Milhões de Votos. Supondo que 65%, ( O Povo quer Mudança), desses Votos vão para AÉCIO NEVES = 16,77 Milhões, e logicamente 35% para DILMA = 9,03 Milhões, sobra uma vantagem pró-AÉCIO de 10,74 Milhões, contrabalançando os 8,5 Milhões da vantagem de DILMA, fazendo pender a balança para a CENTRO-DIREITA em +- 2,24 Milhões.
    Mas temos ainda dois Conjuntos de Votos. O primeiro é o grande contingente de 27,7 Milhões que NÃO FORAM ÀS URNAS no 1º Turno, mas que podem comparecer agora no 2º Turno. A Presidenta DILMA ganha a Eleição se nesse contingente de 27,7 Milhões, conseguir uma vantagem de 2,24 Milhões + 1 Voto. Não é impossível.
    O segundo Conjunto é o de 11,10 Milhões que Votaram Branco/Nulo. Esse grupo seguramente é o mais difícil de mudar de posição.
    Quem “VENDER” mais ESPERANÇA, especialmente no grande Contingente de 27,7 Milhões que NÃO FORAM ÀS URNAS, e especialmente nos famosos 5 Estados, ganha a Eleição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *