Seleção vence no gramado, mas o STF perde no tapetão da Segunda Turma

Resultado de imagem para mendes, lewandowski e toffoli

Por que nunca há divergência entre os três ministros?

Pedro do Coutto

São dois acontecimentos que se destacaram nas últimas 48 horas. Ontem, a Seleção brasileira derrotou a Sérvia no gramado de Moscou. Na terça-feira, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, entre outras questionáveis providências, libertou os condenados José Dirceu e Cláudio Genu mandados para a prisão pelo TRF da 4ª região. Vamos por partes.

A Seleção de Ouro jogou uma boa partida. Neymar prendeu menos a bola, não driblou tanto, voltava para ações defensivas. Não reclamou do juiz e não ofendeu a arbitragem e jogadores adversários. Aliás, fez uma promessa na véspera da partida que mudaria sua presença em campo. Cumpriu. 

EM CONJUNTO – Prevaleceu um conjunto da Seleção, atacando em velocidade com os homens de frente voltando para o meio campo e também para a própria área ocupada por Tiago Silva e Miranda. Felipe Luiz, que substituiu Marcelo teve ótima atuação.

Difícil destacar os desempenhos individuais quando o escrete desenvolveu um trabalho conjunto muito bom. Agora vamos pensar na segunda-feira quando enfrentaremos o México às 11 horas.

O futebol brasileiro revelou estar se encontrando consigo mesmo e ocupando maciçamente todos os espaços da partida. A vitória não foi fácil, a Sérvia jogou bem, prevaleceram a técnica e a tática expostas por nossa Seleção. O técnico Tite, aliás, interpretou bem o resultado contra Costa RIca e posicionou mais objetivamente os esforços conjuntos do time. Uma das modificações táticas, inclusive de importância fundamental foi ter adiantado Neymar aproximando-o da área adversária. A torcida brasileira está festejando e tem motivos para acreditar em nosso sucesso.

###
SUPREMO PERDE NA SEGUNDA TURMA

Por que afirmo isso? Simplesmente porque os ministros Dias Tófoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski não levaram em consideração a jurisprudência da Corte e por três votos a um deixaram Edson Fachin solitário e libertaram José Dirceu e Cláudio Genu. Como é possível o trio de sempre ignorar que existia uma decisão da Corte sustentando a prisão de condenados em segunda instância?

O relator da matéria, Edson Fachin viu seu parecer tornar-se uma ação simplesmente isolada.

Não foi a primeira vez que Tofoli, Gilmar e Lewandowski assumiram posição totalmente liberal em relação a condenados. Desta vez a decisão que tomaram foi manchete das edições de ontem de O Globo, Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo. No Valor recebeu chamada na primeira página. Provavelmente o acontecimento será examinado pela ministra Carmen Lúcia , presidente da Corte, se houver recurso do relator ou de Raquel Dodge, Procuradora Geral da República ao Plenário.

SEGUNDA TURMA – Uma questão adicional: Por qual motivo os problemas que envolvem condenados caem costumeiramente na Segunda Turma? Todas as ações da Lava Jato são relatadas por Fachin, que é da Segunda Turma, mas os advogados dos réus também agem nesse sentido.

Criou-se praticamente uma rotina. Cabe, então, uma pergunta. Por que motivos, entre Toffoli, Gilmar e Lewandowski, não se encontra uma divergência de voto entre os três?

7 thoughts on “Seleção vence no gramado, mas o STF perde no tapetão da Segunda Turma

  1. Ledo engano do Pedro do Coutto. O STF está ganhando de goleada contra o cidadão brasileiro. A corrupção foi institucionalizada pelos bandidos, ditos juízes, do STF.

  2. O genial Pedro do Coutto termina o seu artigo com uma pergunta:
    “Criou-se praticamente uma rotina. Cabe, então, uma pergunta. Por que motivos, entre Toffoli, Gilmar e Lewandowski, não se encontra uma divergência de voto entre os três?”

    Pois, do alto da minha ignorância em comparação à inteligência do articulista, eu somaria à sua indagação mais algumas:
    Que vantagens pessoais e profissionais esta frente de ministros que, escancaradamente, apoia bandidos estaria recebendo?!

    Dinheiro?
    É provável, pois os meliantes que foram soltos roubaram bilhões dos cofres públicos.

    Proteção do Executivo e Legislativo?
    Pode ser, mediante promessas de ambos os lados que jamais seriam questionados em seus atos através de pedidos de impeachment.

    Demonstração explícita à sociedade quanto à permanência e manutenção da impunidade?!
    Possivelmente.

    Ou, então, aviso ao povo de quem realmente manda no Brasil?
    Pode ser, pois Gilmar se saiu com a frase de que o Supremo está voltando a ser o Supremo, ou seja, o que sentenciarem por mais absurdo e inconsequente, cumpra-se!

    Ou todas as perguntas acima respondidas com um sonoro SIM?!

    • Caro Bendl, assino, o Sr. Pedro do Couto, como sempre desnuda o stf com maioria de sinistros a estuprar e vilipendiar a Justiça. A bem da verdade estamos um País, que os ladrões hediondos, estão escudados por uma constituição corrompida com mais de 100 emendas de auto proteção da corja. Essas almas tenebrosas, já tem garantido o Ranger de dentes, iniciando no pós túmulo, a quitar o débito nas trevas de dor, alerta de Jesus:” Pagarás até o último ceitil” pelas obras malignas de maldades que infelicitam 220 milhões.
      Caro Bendl, a “Reencarnação” é Lei cósmica, que mostra a Justiça Misericórdia de Deus-Pai, por sermos “Almas/Espíritos eternas”.
      Estamos vivendo o momento de transição da Humanidade, servindo a Mamon, pelo “Caim” que temos dentro de nós, quando deveríamos estar com o “Abel” construindo as Boas Obras de fraternidade, que nos levará a Deus, como filhos pródigos. Muita saúde, e que Deus nos abençoe.
      PS. Há muitas moradas (planetas) na casa de meu Pai, Jesus, a nossa é de prova expiação, que está sofrendo para a mudança de planeta regenerador, e as Almas que ainda se encontram nas trevas serão exiladas para Planeta primitivo, cuja humanidade está na idade da pedra, a Terra já foi primitiva, a História nos mostra isso. A Doutrina de Jesus Cristo, é o Código da Vida da Alma eterna, deturpada pelo “homem”.

      • Caríssimo Théo,

        Nessas alturas só mesmo apelando a Deus para que nos ajude a sair desse caos instalado na República e protagonizado pelos poderes constituídos!

        O abandono da Constituição pelo STF, sentenciando conforme o comprometimento político que adotou, revolta ainda mais o povo brasileiro, que não vê condições para que o país saia dessa crise política, social e econômica!

        A liberação de um ladrão, que tanto prejudicou e lesou o Brasil, em decorrência o povo brasileiro, Zé Dirceu, e pelos ministros reconhecidamente tendenciosos, imorais e antiéticos, escancara uma nação sem autoridade moral de seus dirigentes, fora de controle, sem rumo, e apenas aguardando o desenlace desse caos, cuja eleição este ano apresentará um Brasil que ainda pode consertar seus gravíssimos defeitos ou os aumentará ainda mais!

        Abração.

  3. A 2a turma do STF, aquela que pode tudo e um pouco mais, acaba de anular o match Coréia x Alemanha e marcou – de plano – o jogo para hoje a noite em Frankfurt quando os nativos vencem por W.O.

    A Coréia já está em Seul e não comparecerá ao jogo.
    Deutschland uber alles (ih, não pode cantarolar!). Este nem a 2a turma dos malandros tira da cadeia o bardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *