Senador pede impeachment de Marco Aurélio pela libertação do traficante André do Rap

Ação tem como base HC que Aurélio concedeu a André do Rap

Luiz Calcagno
Correio Braziliense

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) protocolou um pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello. A ação tem como base o habeas corpus que o ministro concedeu ao traficante André de Oliveira Macedo, o André do Rap, um dos líderes do Primeiro Comando Capital (PCC).

Girão agiu um dia após os membros da Corte decidirem, por nove votos a um, que o acusado deverá voltar para a cadeia. André do Rap deixou o Brasil depois da soltura. Girão apresentou o pedido na Secretaria Geral da Mesa do Senado na tarde desta quinta-feira, dia 19. Para o parlamentar, a decisão não deveria ter sido tomada de forma monocrática e vai custar “milhares de reais dos cofres” para que o criminoso volte para a cadeia.

ARGUMENTO – O senador argumentou, ainda, que o ministro Marco Aurélio deveria ter ouvido o Ministério Público e que a decisão, a qual classificou de “esdrúxula”, colocou em xeque “a segurança, a ordem pública e a aplicação da lei penal”, como afirmou por meio de nota.

“A decisão foi tão esdrúxula que teve de ser cassada pelo presidente do STF (Luís Fux), e ao ser analisada pelo Plenário foi derrubada por nove votos a um. Agora, o poder público vai gastar milhares de reais dos cofres para a captura do foragido, ” ressaltou Girão. O Senado, lembrou o parlamentar, tem a prerrogativa para investigar os ministros do STF. Caso o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), decida dar continuidade à denúncia, será criada uma comissão especial.

No documento protocolado na mesa do Senado, o senador afirma que o ministro do Supremo cometeu “crime de responsabilidade”. “O fato é que o denunciado, ministro decano da Suprema Corte pátria, ao ater-se exclusivamente a letra fria da Lei, inexplicavelmente abdicou da observação de princípios básicos como o da razoabilidade e desconsiderou o enorme risco que a soltura de André do Rap em especial representa para a sociedade em geral. Meios e motivos não lhe faltavam para negar o HC, mas preferiu, em tese, ‘ignorar a capa’, tratando o réu não como o facínora que é, mas como mero paciente, como se fosse um anônimo e inofensivo cidadão”, argumentou Girão.

7 thoughts on “Senador pede impeachment de Marco Aurélio pela libertação do traficante André do Rap

  1. Poderia muito bem dar um puxão de orelhas no Juiz de Execução (ou em qualquer que fosse o responsável), chamando-o ao feito. Mas, não, preferiu conceder o HC.

  2. Quem tem mesmo que sofrer impeachment é o Barrento. O ministro mais canalha, nocivo, ideologizado e perigoso do STF. Esse cara vai fraudar o processo eleitoral em 2022.

  3. O Bozo ainda precisa de muitos desses ministros como o Marco Aurélio e Gilmar Mendes para salvarem a imagem da família Bozo.

  4. Me engana que eu gosto. Tudo jogo de cena. Ele sabe, que entre “seus pares”, muitos possuem “caudas” avantajadas e que estão sujeitos a “admiração” dos senhores ministros do STF.
    Mexeu com um, mexeu com todos, e o corporativismo jamais ira permitir que um dos seus membros caminhe para o “cadafalso”.
    A alegre rapaziada que frequenta o chamado “paraíso terrestre”, não vai bobear.
    Sempre se disse que uma mão lava a outra, e ambas lavam o rosto,
    Então o desejo do senador é apenas encenação,
    e aquela velha máxima do futebol. “Jogar para a torcida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *