Sérgio Camargo, da Fundação Palmares, chama de “escória maldita” o movimento negro

Presidente da Fundação Palmares chama movimento negro de “escória ...

Sérgio Camargo também abusa do palavrão na Fundação Palmares

Por G1

O presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, chamou o movimento negro de “escória maldita” em uma reunião gravada sem que ele tivesse conhecimento. Na ocasião, Camargo também disse que Zumbi era “filho da puta que escravizava pretos”, criticou o Dia da Consciência Negra, falou em demitir “esquerdista” e usou o termo “macumbeira” para se referir a uma mãe de santo.

Os trechos foram divulgados nesta terça-feira (2) pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. De acordo com a publicação, o encontro, ocorrido em 30 de abril, teve participação de outros dois servidores da fundação e serviu para tratar do desaparecimento de um celular corporativo de Camargo.

OS VAGABUNDOS – Questionado na reunião a respeito de quem poderia ter pego o aparelho, respondeu: “Qualquer um. Eu exonerei três diretores nossos assim que voltei. Qualquer um deles pode ter feito isso. Quem poderia? Alguém que quer me prejudicar, invadindo esse prédio aqui pra me espancar. Quem poderia ter feito isso? Invadindo com a ajuda de funcionários daqui. O movimento negro, os vagabundos do movimento negro, essa escória maldita”.

Sobre Zumbi dos Palmares – que dá nome ao órgão de promoção da cultura afro-brasileira –, Camargo comentou: “Não tenho que admirar Zumbi dos Palmares, que pra mim era um filho da puta que escravizava pretos. Não tenho que apoiar Dia da Consciência Negra. Aqui não vai ter, zero – aqui vai ser zero pra [Dia da] Consciência Negra. Quando eu cheguei aqui, tinha eventos até no Amapá, tinha show de pagode com dinheiro da Consciência Negra. Aí, tem que mandar um cara lá, pra viajar, se hospedar, pra fiscalizar… Que palhaçada é essa?”.

GRAVAÇÃO ILEGAL – Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa da Fundação Palmares enviou nota na qual Camargo “lamenta a gravação ilegal de uma reunião interna e privada”.

“Assim, reitera que a Fundação, em sintonia com o Governo Federal, está sob um novo modelo de comando, este mais eficiente, transparente, voltado para a população e não apenas para determinados grupos que, ao se autointitularem representantes de toda a população negra, histórica e deliberadamente se beneficiaram do dinheiro público”, continua a comunicado.

Nos áudios da reunião divulgados nesta terça pelo jornal “O Estado de S.Paulo”, Camargo lembrou o período em que ficou afastado. “Não recebi [salário], janeiro nem fevereiro. Agora vou ter que devolver celular. Por uma liminar que me censurou, por causa das minhas opiniões em redes sociais. Porque a esquerda acha que é propriedade, negro é uma propriedade dela. Não tem direito a livre opinião, só pode expressar a opinião da cartilha. Vocês vão se foder… Se tiver um esquerdista aqui, vocês me digam, onde está esse filho da puta, que eu quero exonerar. Ou demitir. Ou mandar pra outro órgão, se for efetivo”, afirmou.

MACUMBEIRA – Em outro trecho, usou o termo “macumbeira” para se referir a uma mãe de santo que, segundo ele, repassava informações à imprensa.

“Tem gente vazando informação aqui pra mídia. Vazando pra uma mãe de santo, uma filha da puta de uma macumbeira. Uma tal de Mãe Baiana, aquela que infernizava a vida de todo mundo. É. Além de fazer macumba pra mim, essa miserável tá querendo agitar invasão aqui de novo. Eu sei, tem gente no grupo dela de WhatsApp. Tinha esquema. Não vai ter nada, nada pra terreiro, da Palmares, enquanto eu estiver aqui dentro. Nada, sério. Macumbeiro não vai ter nenhum centavo.”

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG Essa mania de dizer palavrão parece ser contagiosa no governo(C.N.)

19 thoughts on “Sérgio Camargo, da Fundação Palmares, chama de “escória maldita” o movimento negro

  1. “disse que Zumbi era “filho da puta que escravizava pretos” – Era mesmo. matou Gana Zumba (para alguns, Ganga)para se tornar o maioral. E tinha mesmo escravos. Não entendo os negros elogiarem tanto esse cara.

    “criticou o Dia da Consciência Negra” – Se houvesse mesmo essa consciência, todos os negros do RJ seriam Vasco. Não conhecem a história das duas ligas em 1924.

    “macumbeira” – assim são conhecidos aqueles da Umbanda que se dedicam a fazer certos “trabalhos”.

    PS: o blog não o chamou de racista …

  2. Este sujeito é um desqualificado, débil mental, sem noção, bostejando um monte de asneiras, assim como todos deste governo medíocre, ele não se olha no espelho para ofender os negros, se fosse presidente já tinha dado um pé na bunda dele, não conhece nada de história do Brasil, até quando vamos aguentar esta corja que está no poder ?

    • Em 1677, o Quilombo foi atacado por Fernão Carrilho, que fez quarenta e sete prisioneiros, inclusive dois filhos de Ganga Zumba, Zambi e Acaiene, matou outro filho, Toculo, e feriu Ganga Zumba[3].

      Em 1678, Ganga Zumba aceitou um tratado de paz oferecido pelo Governador Pedro de Almeida,[1][3] o qual requeria que os habitantes de Palmares se mudassem para o Vale do Cucaú.[3] Ganga Zona, irmão de Ganga Zumba, participou do acordo de paz entre o Quilombo de Palmares e o Reino Português, e mudou-se com Ganga Zumba para Cucaú.[4]

      Zumbi, outra figura emblemática do Quilombo dos Palmares, desafiou o tratado e se revoltou contra seu tio[3]; um seguidor de Zumbi, na confusão seguinte, envenenou Ganga Zumba[1][3]. A resistência aos portugueses seguiu com Zumb

  3. Vê-se claramente o real motivo das agressões movidas contra o Sérgio Camargo … o fechamento da torneiro de onde jorrava o maná sagrado adorado pelos vermebiles. No mais, esse trecho é indesmentível: “Porque a esquerda acha que é propriedade, negro é uma propriedade dela. Não tem direito a livre opinião, só pode expressar a opinião da cartilha”.

    A verdade vos libertará.

  4. Não discuto o teor das de declarações, pois conheço pouco a respeito da história do Quilombo, mas não resta dúvida que o Sr Sérgio está imune a críticas e com emprego garantido por muito tempo, ele é o modelito boquirroto preferido do PR, pois cumpre sua missão, cada vez que abre a boca cria polêmica. Quanto ao “fechamento da torneira de onde jorrava o maná sagrado…” parece-me que o que houve foi apenas um redirecionamento para outros adoradores, senão veja a matéria acima “Em 38 dias…”

  5. Enquanto isso, o covid-19 mata cada vez mais.
    Estamos à beira de um colapso sanitário.
    Os infectologistas já preveem um caos nacional ainda este mês, se pouco for feito para evitá-lo.

    E ficamos discutindo as palavras dessa figura exótica que preside a Fundação Palmares.
    Me poupe !

  6. Veja a que ponto chegamos.
    O sujeito quer os nomes de quem seja da esquerda para exonerar, demitir ou mover para outro órgão?

    Isso é caso para o MPF/PGR porque claramente age não segundo a boa prática de gestão administrativa, a meritocracia, objetivamente pelas qualidades técnicas e preparo dos servidores para realizar movimentações nas lotações.

    Ele é um prevaricador, improbo, além de fascista.

    É caso para ação do MPT e do MPF/PGR por perseguição, Assédio Moral contra servidores comissionados, efeitos e terceirizados.

    • Esse senhor Camargo, com essas declarações racistas, contra os negros, acirra o sentimento de injustiça, que ocorre no Brasil e no mundo. Ele está querendo e insuflando as manifestações do povo nas ruas nos EUA e na Europa.
      Tem pessoas, que ao invés de ajudar só atrapalha a busca da redução da desigualdade social.
      Não importa se a pessoa é de direita,ver é da esquerda, do centro, se é evangélico, se é católico, budista, judeu, Árabe, kardecista, da umbanda, o que importa é a meritocracia.

  7. Aliás, todas as ideologias, assim como as religiões, têm fundamentos morais positivos, onde o bicho pega é na operacionalização,
    quando os pilantras as utilizam em benefício próprio ou as descaraterizam para impingir-las aos adversários.

  8. De fato, há registros que Zumbi tinha escravos, o que era normal naquela época.

    Quanto ao termo “macumbeira”, não acho ofensa e sim um qualificativo funcional.

    Aliás, conheço uma pessoa que se diz macumbeira “dissidente” … e mora em Codó, Maranhão.

  9. Muita gente falando em mérito …

    Afanar celular … gravar conversa privada … vazar informações … tudo pode, desde que acobertado pelo manto do mérito … mérito esquerdista.

  10. A bem da verdade, foi mais uma declaração ou observação infeliz de outro membro do gabinete de Bolsonaro.

    Quando não é o nazismo é o racismo!

    Desse vez, temos um indivíduo que renega a própria etnia e história, ao denominar o movimento negro de “escória maldita”.
    Bela homenagem aos escravos, que durante mais de 300 anos, no Brasil, foram tratados como uma escória racial, uma subespécie de seres humanos!

    Curiosamente, esse pessoal não pede demissão pelas palavras empregadas e, muito menos, o presidente não as demite, que seria não só o correto, mas uma decisão absolutamente necessária!

    O nosso país vive mesmo outros tempos.
    Para pior, indiscutivelmente, para muito pior!

  11. HA..HA..HA…

    Como pode uma pessoa com um certo grau de estudos falar umas sandices desta monta e ainda ficar sorrindo…como se tivesse falado quer achou a pedra filosofal..(sic)…HA..HA..HA…

    Eu só queria que ele falasse desta forma mas mudando os nomes digamos para Malcon x , ou Martin Luther King….Lá no Harlem diante de um monte de Raps…Todos com dedos nervosos….
    Ou que falasse da mesma cousa de Maomé…e isso lá no Irã….HA..HA..HA… Nem vou relatar o que aconteceria com ele nestes lugares…se ficasse difamando estes vultos históricos (lá nos EUA ) e o lider organizador do Islamismo…(lá no Irã)…

    Que idiota…dizer mais o quê…deste degenerado .

    YAH SEJA LOUVADO SEMPRE ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *