Sucessões estaduais, curiosamente iguais

Se não fosse o tumulto “plebiscitário” que domina a luta maior pela presidência, as lutas para governadores seriam sensacionais. No momento, apenas Cid Gomes e Cabral, apresentam ligeira vantagem. Mas não definitiva. Curiosamente, dois governadores de pior avaliação entre os 10 mais.

Temer, o desaprovado

Não imaginava que sua candidatura a vice sofresse tanto veto dentro do PMDB. Como é sempre eleito presidente do partido e da Câmara, pensava (?) que estivesse absoluto. Bem que o cidadão gostaria, encerraria a carreira.

Grande luta em Alagoas,
para senador e governador

Heloísa Helena, disparada na frente, o governador eleito e reeeleito Teotônio Vilela, são os favoritos para o senado. E Renan Calheiros, cuja carreira depende dessa eleição?

No momento depende totalmente de Fernando Collor. Já foram grandes amigos, inimigos, agora neutros mas se fingindo de parceiros. Se como recurso, Renan disputar a eleição de governador, corre os mesmos riscos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *