Temer ainda vive a ilusão de que poderá forjar uma imagem de “estadista”

Resultado de imagem para charges do aziz

Charge do Aziz (Jornal A Tarde)

Carlos Newton

No caso, o verbo “forjar” está sendo usado em seus dois principais sentidos – “fabricar” e “inventar mentirosamente”. No ano passado, quando conseguiu se livrar das duas denúncias criminais feitas à Câmara dos Deputados, suspendendo temporariamente os processos que seriam abertos no Supremo Tribunal Federal, o presidente Michel Temer sonhou que poderia usar o marketing político até as últimas conseqüências, para limpar seu passado tenebroso e forjar uma imagem de estadista, que favorecesse sua candidatura à reeleição.

Na época, assinalamos aqui na “Tribuna da Internet” que seria ilusão à toa, como diria o genial Johnny Alf, porque a força-tarefa da Lava Jato jamais deixaria Temer sossegado, iria esquadrinhar cada centímetro quadrado de seu currículo– digo, da sua folha corrida.

TUDO CONFIRMADO – Realmente, foi um delírio de Temer, ao julgar que um bom desempenho governamental poderia servir de habeas corpus preventivo para passar a borracha nas armações ilimitadas em que se envolvera.

Agora, está rigorosamente confirmada a informação exclusiva da TI sobre o prosseguimento das investigações sobre Temer, independentemente das duas decisões da Câmara, que teriam blindado o presidente enquanto ele estivesse no desempenho do mandato, até 31 de dezembro deste ano.

Temer sonhou – e ainda sonha – em se candidatar à reeleição, aproveitando a divisão de votos causada pelo grande número de concorrentes e pela ausência do favorito Lula da Silva. Mas as notícias negativas não param de surgir, é um nunca-acabar.

EFEITOS ESPECIAIS – O “personal marqueteiro” Elsinho Mouco, regiamente remunerado com recursos públicos e instalado há oito meses no quarto andar do Planalto, tem se esforçado ao máximo. O presidente Temer dá entrevista todo dia, a assessoria distribui notícias positivas sem cessar, é uma novidade através da outra, ele até anda de bicicleta com a próstata avariada, a equipe palaciana está a merecer o Oscar de Efeitos Especiais.

Mas esta dedicação integral do Planalto à campanha de Temer é inglória. Não há a menor possibilidade de crescimento nas pesquisas, porque a Lava Jato é como o moinho descrito pela criatividade de Cartola e vai reduzir as ilusões a pó.

###
P.S 1 –
Em outubro, o país terá escolhido outro presidente. E toda vez que isto ocorre, renova-se a esperança, porque os brasileiros têm coração de estudante, como Milton Nascimento genialmente percebeu, ao colocar letra na música de seu amigo Wagner Tiso, uma composição que originalmente se chamava “Jango” e fora criada para a trilha sonora do documentário de Silvio Tendler sobre o ex-presidente estancieiro.

 P.S. 2Em 2019 muita coisa mudará no Brasil, especialmente se Jair Bolsonaro, Ciro Gomes ou Alvaro Dias conseguirem fazer coligações e tiverem mais tempo na TV. Quanto aos demais candidatos, para mim eles nem existem. Posso estar errado, é claro, mas é esta a minha opinião. (C.N.)    

11 thoughts on “Temer ainda vive a ilusão de que poderá forjar uma imagem de “estadista”

  1. Verdade. É Bolsonaro disparando e Álvaro Dias em seguida. Ciro corre muito por fora. Os outros vão jogar fora o dinheiro gasto na campanha.

  2. Sr CN, sensacional as colocações de letras de música nos eventos do artigo; eu sempre afirmei que podemos formar um bom cidadão só pelas letras de músicas.
    O Sr falou em bom desempenho governamental; realmente o controle da inflação é um ganho substancial para o país e principalmente para os mais necessitados; fora isto, a farra continuou; a insistência em obstaculizar a Lava Jato, os apadrinhamentos com trocas de cargos por voto político e por aí vai em um “despenhadeiro sem fim”.
    Se o Bolsonaro tivesse experiência executiva em governo do RJ por exemplo, teria meu voto instantâneo; pois não adianta só ser honesto não; é necessário saber governar. Por isto a princípio meu voto está para o Alvaro Dias.

  3. Soltando a lasca…

    O primeiro vagabundo que levantar a bandeira do frango novamente a 1 real ganha o cargo de Presidente da republica da Brasilda…

    Sabe aquele ‘pais’ onde só porco e frango tem a ração garantida?
    E o dono dos bichos paga 3% da folha salarial em tributos federais para beneficiar os acidentados que trabalham nessa indústria?

    Qual a conta da despesa? Quanto o INSS paga para custear os acidentados, os aleijados e as viúvas?
    ‘Uéll mister’, as empresas pagam de indenização R$ 7 Bilhões a menos do que produzem de acidentes!!!
    Conta que nunca fecha….
    E a mídia fala em rombo da previdência…
    Quem produz o rombo da Previdência??
    Uma coisa é perguntar quanto beneficio o INSS paga. Outra coisa é perguntar por que chega tanto aleijado da indústria de aves e suínos no INSS?

    Problemas seríssimos do Brasil
    ♪♫Maggi Maggi! Tudo fica mais gostoso com Maggi!♪♫

    Mas se colocarem o frango a venda por 1 Real, pronto!
    Até o Meirelles ou o Tiririca ganham esta eleição!

    Porco a 1 Real o quilo? Desbanca Jesúis da fazendinha! Vira Presildente Vitalício!

    Vade retro essa politicagem podre instalada no Brasil

  4. Estão preparando o caminho…

    aposta entre ministros do Supremo é de que a retomada do debate sobre prisão após condenação em 2.ª instância virá por meio do decano Celso de Mello. Mesmo os favoráveis à mudança no atual entendimento sobre o tema já sinalizaram que não vão pôr a discussão em mesa, deixando a expectativa sobre o colega, único a ainda não dar seu veredicto. Não há dúvidas na Corte de que, se Celso entender que cabe a ele fazer esse sacrifício pelo tribunal, o fará. Mesmo contrariando a amiga Cármen Lúcia. A defesa de Lula tem esperança de que, rediscutido o tema, ele escape da prisão.

    Vamos juntos. Há um acordo tácito entre ministros do Supremo pelo qual, se Celso de Mello levantar o assunto no plenário, ele terá amplo apoio para tocar o debate. O ministro é contra a prisão após condenação em segunda instância.

    Emenda Lula. Se o Supremo retomar o debate, a discussão pode vir acompanhada de questão sobre quando o réu se torna inelegível. A defesa de Lula pede que seja após trânsito em julgado.

  5. O que diferencia Álvaro Dias, Ciro Gomes e Jair Bolsonaro (ordem alfabética) de todos os demais potenciais presidenciáveis é o que faltou no ex-presidente Lula e sobrou na sua sucessora Dilma: Eles têm luz própria, apesar dos contrastes ideológicos que expressam entre eles, não emitem sinais de que são manejados por trás e isto inspira desconfianças. Este perfil de liderança o sistema não quer no poder, sobretudo na Presidência da República, pelos traumas que restaram com a ‘solução do problema’ através de dois golpes (1992 e 2016) em 24 anos.

    Em tempo: Estou com Ciro, com certeza.

  6. Bolsonaro é o único fora do sistema comunista/socialista, é ele contra o resto, não tem nem o que pensar.

    É melhor Jair se acostumando.

  7. Não tenho procuração para defende-la, mas eu realmente estranho muito o quanto se subestima a Marina, quase como se ela nem existisse, como se os 20 milhões de votos da eleição passada e o terceiro lugar nas pesquisas não signifiquem nada.

    Esse “esquecimento”, pra mim, depõe mais a favor do que contra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *