Terceira via pode vencer Lula e Bolsonaro, mas está longe, muito longe, de se tornar viável

Dos seis, cinco precisam desistir para o centro sair vitorioso

Carlos Newton

Não costumo fazer análises políticas com base em pesquisas de opinião, por se tratar apenas de amostragens, cuja precisão sempre é questionável. Porém, me interessei por um recente levantamento do Instituto Ideia, encomendado pela revista Exame, porque dá destaque a um quesito sempre decisivo – a rejeição.

A pesquisa indica que Jair Bolsonaro (sem partido) e Lula da Silva (PT) são os candidatos com mais chances de irem para um segundo turno na eleição de 2022. Até aí morreu o Neves, como se dizia antigamente, pois a polarização é mais do que óbvia. O problema é que Bolsonaro e Lula (não necessariamente nessa ordem) lideram também em rejeição, por que são do tipo “ame-o ou deixe-o”.

NENHUM DOS DOIS – Os entrevistadores perguntaram se Bolsonaro merece ser reeleito e 48% consideraram que o atual presidente não faz jus a um segundo mandato. Quanto a Lula, os dois estão num empate técnico, porque 46% também não querem a volta do candidato petista.

A alta rejeição é confirmada em outro quesito. Para 38% dos eleitores, nem o petista nem o atual presidente devem subir novamente a rampa do Palácio do Planalto. E somente 33% optariam por um dos dois na disputa.

O levantamento foi feito entre os dias 10 e 11 de março, com margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Assim, é possível acreditar que a rejeição a Bolsonaro tenha aumentando depois da lambança no caso da defesa do ministro da Defesa e dos comandantes das três Armas.

HÁ CONSENSO – Nesse ponto, aliás, todas as pesquisam concordam – Bolsonaro e Lula lideram no favoritismo e na rejeição. Essa circunstância, diria o genial pensador espanhol Ortega Y Gasset, ilumina a viabilidade de uma terceira via, que começou a se esboçar no manifest0 assinado por seis pré-candidatos de centro, centro-direita e centro-esquerda – João Dória e Eduardo Leite (PSDB), João Amoêdo (Novo), Luiz Henrique Mandetta (DEM), Ciro Gomes (PDT) e Luciano Huck (sem partido).

Outra circunstância é a provável candidatura de Guilherme Boulos pelo PSOL, Se for confirmada, subtrairá muitos votos de Lula e também de Bolsonaro, que ainda tem forte apoio das classes mais carentes, devido ao auxílio emergencial.  

MANO A MANO – Se o Supremo confirmar a elegibilidade de Lula, anulando a condenação no sítio de Atibaia, vai ser uma eleição realmente espetacular. Se não houver união de centro, centro-direita e centro-esquerda, sem a menor dúvida Lula e Bolsonaro passarão ao segundo turno, para decidir no mano a mano.

Respeito a opinião nos outros, mas faço um desabafo. Será um sacrifício imenso aturar novamente no poder os extremistas Bolsonaro e Lula, que são faces de uma mesma moeda, velha e desgastada, que insiste em continuar em circulação, embora valha tanta quanto um nota de três dólares.

A terceira via é viável, mas ainda está longe, muito longe, de mostrar ser possível. E la nave va, cada vez mais fellinianamente.  

16 thoughts on “Terceira via pode vencer Lula e Bolsonaro, mas está longe, muito longe, de se tornar viável

  1. ola CN,bom dia

    O que seria uma terceira via , seria o Ciro Gomes, mas ele é um cara destemperado, sem jogo de cintura e ia ser tal qual um Lula ou o Bolsonaro…O que seria perfeito, é que um desses candidatos (exceto o Bolsonaro), tenha um projeto para o Brasil, no meio de uma pandemia, pobreza (aqui em Portugal a coisa vai ficar feia depois que essa pandemia passar), e quetais.No caso do PT, o grande problema, vai ser a volta do pacote completo de bandidos, Dirceu, Delubio, Vaccaris, entre outros. Uma tragédia,

    abs amigão boa Pascoa

    Alvaro Cavalcanti

  2. Olha, não vai ser fácil. Certamente lula fará apenas figuração, se conseguir se desvencilhar do que ainda o prende aos processos.
    Já dizem até que pode vir a solução argentina, lula vice de Haddad. Não sei até que ponto seria viável ele
    entrar na disputa, pois deverá ser como “aterro sanitário”, alvo de todo o lixo que produziu.
    Se fizerem o “arranjo” de uma chapa com João Doria na cabeça e Sergio Moro de vice, irão longe, pois todos os dois tem nome, não tem pecha de ladrão. e se o mote da campanha for a “moralização” da administração pública, acredito que levam já no primeiro turno.
    O Brasil precisa de um outro “Messias”, já que o Messias Bolsonaro não deu certo.
    Aguardemos pois, os acontecimentos, mas apenas uma certeza, pior do que esta, vai ser difícil de aguentar.

  3. Construir uma Terceira Via, eleitoralmente, em pé de competir para desequilibrar, não será tarefa fácil.
    Agora, que foi vislumbrada a possibilidade de Lula voltar ao pairo, o eleitorado brasileiro, com poder de decisão, está assim distribuído:
    A – os bolsonaristas: aqueles que se autoatribuem o papel épico e patriótico por terem derrotado a máquina corrupta do PT.
    B – os petistas: os eleitores que, por questão de honra, sentem-se na obrigação de vingar a “injustiça” perpetrada contra o seu líder, Luís Inácio da Silva.
    C – constituem uma minoria sem quorum, os votantes decepcionados com o Herói Bandido (Bolsonaro) que precisa completar a matança da fera, (o petismo); e com o Bandido Herói (Lula), que tenta, a qualquer custo, retornar o poder que lhe teria sido roubado.
    Enfim, nesse radicalismo para mostrar quem é capaz de vingar mais, o que ainda resta?

  4. I beg to differ. A TV mostra o desespero do povo pobre sem ter o que comer. O próprio povo, os de mais bastança, se uniu para ajudar os necessitados. E o movimento inclui até empresas privadas.
    Há certamente um sentimento de revolta contra o atual presidente. Ele, em todos os momentos, se mostrou apático, antipático, incompetente e frontalmente contra o povo e a favor de seus interesses. Mas o povo tudo vê – e sente na pele!
    Estou certo de que o Imbecil não terá chance e quiçá nem terminará o seu mandato. Que Deus nos ajude e o diabo o carregue para as profundezas do inferno com sua alma penada.

  5. SEIS PICARETAS.
    DEFINIÇÃO DO PAI DOS BURROS
    pessoa embusteira, aproveitadora, que recorre a expedientes acanalhados
    Pessoa aproveitadora e vigarista:
    trapaceiros, oportunistas, trambiqueiros, embusteiros, patifes, espertalhões, parasitas, aproveitadores, desfrutadores, exploradores, velhacos, tratantes.
    SÓ NO BRASIL PARA SE TER ISTO COMO POSTULANTE A PRESIDENCIA.
    NUNCA SAIREMOS DA LATRINA

  6. Terceira via fake, tipo mais dos me$mo$, não passa de apenas mais 171 eleitoral, oportunista, cara de pau, aproveitador, que deve ser repudiada, a ser praticado pelo sistema podre, seguido de novas frustrações, mais perda de tempo versus tempo perdido, o tempo e a oportunidade está mostrando cada vez mais o caráter dos personagens envolvidos na trama armada para cercar a Terceira Via de Verdade, e o castigo virá a cavalo, não tenham dúvidas. HUCK TB JÁ ESTÁ DESCARTADO, FORA DOS PLANOS DE FHC, que repele presidenciáveis continuístas da mesmice e volta a pedir união em torno do possível candidato das mudanças de verdade, sérias, estruturais, profundas, descentralizadoras, que, de fato, implementadas podem melhorar bastante a vida e a performance do país e da população, inaugurando novos ciclos de desenvolvimento em todo o território nacional, de forma lógica, perene, coerente e consistente tipo voo de águia em contraponto aos velhos voos de galinha do militarismo e do partidarismo, politiqueiro$, populistas, personalistas e narcisista que conduziram o país ao caos que ai está. Basta. Chega dos me$mo$, parece ser a palavra de ordem de FHC a todos os navegantes. FHC tem olhos de lince, faro fino, conhecimento de causa, sabe onde a roda do trem da história está pegando. Veja o que disse FHC, neste domingo, via Estadão: “Vejo que alguns políticos se dispõem a agir para evitar que a mesmice predomine. Pelo menos é o que deduzo das declarações recentes de vários líderes da vida brasileira. A eles juntarei minha voz. Sei das minhas limitações e não tenho a ilusão de que, ao escrever que a eles me juntarei, a situação mudará. Mas se cada um dos brasileiros se dispuser a falar e a agir, é de esperar um futuro melhor. Na política, como na vida, ou se acredita que é possível mudar e obter uma algo melhor, ou se morre por antecipação. Continuemos, pois, vivendo: propondo mudanças, sempre com a expectativa de que elas possam ser realizadas e com elas o Brasil ficará melhor”. https://www.brasil247.com/poder/fhc-retoma-falsa-equivalencia-entre-lula-e-bolsonaro-para-tentar-viabilizar-projeto-da-direita-tradicional?fbclid=IwAR2wOQwqnsBD31m0elKe7nybAu2EwKgfgeMlbXdPgjqfxudfxRpCiqqoewI

  7. 1) A Terceira Via pode ser uma ideia, um projeto, um principio…

    2) Mas alguém vai encarnar/incorporar esse método/caminho do meio…

    3) Esperamos que este alguém faça-o bem, para a melhoria do Brasil…

    4) Que virá aos poucos, sem pressa, que a Nação é do signo astrológico de Virgo e vai devagar quase parando.

    5) Eleitores preferem curtir um programa de auditório na TV, frequentar a praia onde ficam “deitados eternamente em berço esplêndido” e uma cervejinha que ninguém é de ferro.

    6) A Terceira Via vem a passos de cágado… confidenciou-me Garuda, o pássaro mitológico do Hinduísmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *