Trump tem nova derrota judicial, desta vez na Pensilvânia, e os advogados preparam recursos

Tinta do cabelo de Rudolph Giuliani escorre-lhe pela cara em direto | VÍDEO

Giuliani, advogado de Trump, se tornou uma figura caricata

Deu na Folha
(Agência Reuters)

Um juiz federal indeferiu neste sábado (21) o pedido de uma ação movida pela campanha do presidente Donald Trump para que milhões de votos enviados por correio fossem desconsiderados na Pensilvânia, estado que deu a Joe Biden a vitória na eleição americana.

O juiz Matthew Brann, de Williamsport, descreveu o caso como contendo “argumentos legais forçados, sem mérito, e acusações especulativas”. Brann acrescentou que ele “não possuía autoridade para retirar o direito de voto nem de uma única pessoa, quanto mais de milhões de cidadãos”.

VAI RECORRER – A campanha de Trump afirmou na noite deste sábado que buscará acelerar o recurso para a decisão. A ação, iniciada em 9 de novembro, alegou tratamento inconsistente de votos por correio dado por oficiais eleitorais de condados. Alguns condados notificaram alguns eleitores para que pudessem corrigir erros menores como envelopes de sigilo perdidos, enquanto outros não foram avisados.

Inicialmente, a campanha também havia afirmado que observadores republicanos tiveram seu acesso negado à contagem de votos por correspondência, o que foi refutado por autoridades eleitorais. A alegação foi retirada em 15 de novembro, mas houve novo pedido para que fosse novamente acrescentada.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
As pesquisas indicam que apenas 3% dos eleitores acreditam que Trump foi fraudado nessa eleição. Dois escritórios de advocacia já desistiram e agora a campanha de Trump está sendo representada por Rudolph Giulliani, ex-prefeito de Nova York e que virou uma figura ridícula. A foto mostra que ele usou uma tintura de cabelo vagabunda, que escorre por sua face.

O tempo passa e os recursos jurídicos vão se esgotando. No próximo dia 8, os Estados têm de concluir a consolidação dos votos e no dia 14 o Colégio Eleitoral se reúne para confirmar a eleição do democrata Joe Biden. Então, só restará a Trump dar adeus às ilusões, como no inesquecível filme de Vincente Minelli. (C.N.)

16 thoughts on “Trump tem nova derrota judicial, desta vez na Pensilvânia, e os advogados preparam recursos

  1. Estou chegando a conclusão de que o ódio do editor Carlos Newton,a Donald Trump,é grave.

    Deve ter um boneco de Trump e aplica o VUDU a todo instante.

    PS-E com esse jornalismo,segue a fraude criminosa da extrema-imprensa brasileira, americana e mundial a serviço do globalismo.

    PS2-Calma,advogado Carlos Newton.
    Tem a Suprema Corte,ainda.
    Aguarde.

    • Desculpe, Germani. Não confunda ódio com desprezo. Eu não odeio Trump, apenas tenho desprezo a pessoas como ele.

      Abs.

      CN

      • C.N., tem gente por aí que acompanha e avalia esse modus operandi do Trump com muito interesse.

        Aliás, alguns aqui já começaram a ensaiar algumas ‘historinhas’, alegando que este nosso sistema é passível de fraudes, etc., etc.
        O Trump também agiu assim.

        Eu defendo que nosso voto também seja impresso, confirmado pelo eleitor e mantido na urna, ficando assim disponível para uma possível recontagem.
        Um abraço.

        • O grande problema do voto impresso, dentre outros, é que nós brasileiros temos uma tendência inescrupulosa, compulsiva.
          E isso pode servir de prestação de serviço comprovada, à barganha eleitor/candidato!

          • Mas o voto só seria válido se a máquina registrar o acolhimento do papel.
            Aliás, precisaria apenas a visão do registro, sem tocar no papel.
            Ou outra coisa mais inteligente, por exemplo.
            Mas a recontagem tem seu valor – e seu preço.

  2. Depois do inconformismo caimita de Donald Trump, furioso pela rejeição no sufrágio eleitoral, essa coisa fragilíssima ou quase de faça-de-conta, nomenclaturada Democracia, nunca mais será o que, deveras, nunca foi.
    Perfeita na abordagem filosófica; na práxis contidiana, a conta gotas para os excluídos. Agora aparece Trump, vestido de “Mister M”, para exibir ao mundo, o fundo da cartola donde nasce essa utopia grega, a cada dia mais desagregada!

  3. Carlo Germani, bom dia.
    Penso que o desprezo de nosso querido CN deve-se ao mesmo motivo meu; ou seja: Votei no Bolsonaro na “Esperança” de que voltássemos a caminhar o caminho da “Ordem e Progresso”.
    Ele se mostra uma cópia piorada do doido que preside a matriz e a cada idiotice do Trump que nosso “tosco” tenta imitar, fico com o sentimento descrito, pelo Trump e dó de nós, os “Tupiniquins”.

    • Caro Jose Pereira Filho!

      Sugiro você não entrar nessa canoa furada de que Trump é doido,perigoso,
      …,o pior ser humano do mundo,conforme os conceitos da extrema-imprensa,mídia e Big Techs,…,a serviço dos globalistas.

      PS-Certamente haverá um momento de lucidez,onde você perceberá o verdadeiro valor de Trump ter conquistado a presidência dos EUA.

      PS2-A eleição de Trump evitou que a pedófila e ultra-esquerdista Hillary Clinton,
      destruísse os EUA,provocar a 3ª guerra mundial para os EUA perderem e serem
      rebaixados a país de terceira classe.

      PS3-Também a eleição de Trump,em 2016,e agora com a reeleição,o projeto insano e satânico da Nova Ordem Mundial,não se consolida.

      PS4-Muito cuidado ao aceitar a máquina de desinformação da grande imprensa canalha.Ela está conspirando contra você,contra mim,contra todos que não fazem parte do sistema satânico que está nas mãos de 1% da humanidade.

  4. Rudolph Giulliani e Sidney Powell não mostraram ainda as provas que colheram e as testemunhas oculares que prestaram depoimentos, segundo eles para proteger a segurança física das testemunhas e para que não sofram ameaças. Tudo será apresentado em juízo. Se não julgarem o caso até o mês que vem, pela lei, o caso vai para o parlamento. No parlamento, cada um dos 50 senadores tem 1 voto e Trump tem no mínimo 30 votos garantidos. Ou seja, ou ganha na justiça ou ganha no parlamento.

    Trump team outlines path to victory; Election insider questions Georgia hand recount
    https://www.youtube.com/watch?v=hppIGHIetTo

  5. Giuliani é o cara que quebrou a espinha dorsal de cinco famílias (piores que a máfia italiana) de Nova Iorque,quando prefeito da cidade.
    Com um competente e pontual planejamento de governo,acabou com a criminalidade.
    (…)

    Giuliani de 76 anos (mesma idade do editor da TDI,Carlos Newton) mostra ainda força pessoal e profissional na complexa situação jurídica americana repleta de fraudes eleitorais por quase todo o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *