Um prelúdio imortal de Luiz Vieira


A letra de “Paz do meu amor (Prelúdio nº 2)” idolatra de uma forma poética a conquista do amor infindo pelo radialista, cantor e compositor pernambucano Luiz Rattes Vieira Filho. Um dos maiores sucessos de Luiz Vieira, que ele próprio gravou, em 1963, pela Copacabana.

PAZ DO MEU AMOR (Prelúdio nº 2)
Luiz Vieira

Você é isso: Uma beleza imensa,
Toda recompensa de um amor sem fim.
Você é isso: Uma nuvem calma
No céu de minh’alma; é ternura em mim.

Você é isso: Estrela matutina,
Luz que descortina um mundo encantador.
Você é isso: É parto de ternura,
Lágrima que é pura, paz do meu amor.

          (Colaboração enviada por Paulo Peres – Site Poemas & Canções)

One thought on “Um prelúdio imortal de Luiz Vieira

  1. SUBLIME! É a tradução desse POEMA do inigualável Luiz Vieira. Compositor, dono de uma voz
    portentosa, porém suave. Simplesmente SUBLIME! Deveria receber mais publicidade. É dessas
    músicas que os séculos não apagarão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *