Braga Netto diz que Forças Armadas estão prontas para garantir a volta dos brasileiros ao trabalho

Braga Netto errou ao discursar na manifestação

Ricardo Noblat
Site Metrópoles

Quando o presidente da República diz, referindo-se a Lula, que “eles tiraram da cadeia o maior canalha da história do país”, sabendo, como sabe Jair Bolsonaro, que quem tirou foi a mais alta Corte de Justiça, o que ele pretende com isso?

Elementar, meus caros: jogar o povo, particularmente seus devotos, contra a mais alta Corte de Justiça do país, no caso o Supremo Tribunal Federal. Indiretamente, assina embaixo dos cartazes exibidos por eles que pregam o fechamento do tribunal.

NÃO HAVERÁ GOLPE – Isso é ou não é estímulo ao golpe que está na dele e na cabeça dos seus seguidores mais radicais? Relaxem, não haverá golpe. Não há disposição dos militares para instalar por aqui uma nova ditadura. General não dá golpe para beneficiar ex-capitão.

O general Braga Neto, ministro da Defesa, participou da manifestação de apoio a Bolsonaro promovida neste sábado (15/5), em Brasília, por evangélicos e ruralistas.

Passeou entre eles, posou para fotos e discursou em cima do caminhão de som. A certa altura, avisou: “As Forças Armadas estão prontas para garantir que todos tenham direito de trabalhar”.

No início da semana, Bolsonaro havia dito que está pronto um decreto que assinará em breve acabando com as medidas de isolamento baixadas por governadores e prefeitos. Um blefe, ao que tudo indica, porque o Supremo conferiu a eles tal poder.

GENERAL ESCORREGOU – Braga Neto endossou o blefe. Ora, ninguém está impedido de sair de casa para trabalhar. Então as Forças Armadas abandonariam os quartéis para não prender ninguém. Para quê? Para assegurar o direito a aglomerações e o acesso de banhistas às praias?

O general, apesar do seu cargo, não fala pela boca dos comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica, a não ser sobre questões administrativas.

E os comandantes estão calados, a uma distância segura do governo para não serem contaminados.

A VOZ DO DESESPERO – Candidato que aparece na rabeira das pesquisas de intenção de voto, confrontado com seus números, não passa recibo. Ou tenta desacreditar as pesquisas ou afirma que ainda falta muito tempo para o dia da eleição e que até lá ultrapassará seus concorrentes.

No momento, em segundo lugar, faltando ainda 1 ano e 20 semanas para o primeiro turno da eleição do ano que vem, Bolsonaro passa recibo do seu incômodo e parte para atacar Lula com insultos do mais baixo nível. É coisa de político amador e assustado!

Pela primeira vez, a parcela dos brasileiros que apoia o impeachment de Bolsonaro é numericamente superior à parcela dos que são contra, segundo a mais recente pesquisa Datafolha (49% a 46%). Em abril de 2020, 53% rejeitavam o impeachment.

NÃO HAVERÁ IMPEACHMENT – Assim como o golpe, não haverá impeachment. À oposição não interessa e ela não tem votos para aprová-lo no Congresso. Lula torce para enfrentar Bolsonaro, porque acredita que poderá derrotá-lo. Bolsonaro já torceu para enfrentar Lula, agora não.

Lula calcula que Bolsonaro chegará mais fraco do que está em outubro do próximo ano. Hoje, 58% dos eleitores dizem que Bolsonaro não tem capacidade de liderar o Brasil; e 50% dizem que nunca confiam nas declarações que ele faz.

VOTO AUDITÁVEL – A taxa de confiança plena é a menor desde o início da série histórica de pesquisas do Datafolha, em agosto de 2019, ao passo que a desconfiança total é a maior do período. Bolsonaro parece admitir uma eventual derrota ao falar em “votos auditáveis”.

Voto auditável para ele é voto impresso, abolido porque facilita a ocorrência de fraudes. Voto eletrônico é também auditável e mais seguro. Desde já, Bolsonaro empenha-se em construir uma narrativa para não aceitar o resultado da eleição se perdê-la.

14 thoughts on “Braga Netto diz que Forças Armadas estão prontas para garantir a volta dos brasileiros ao trabalho

  1. Foi a maior manifestação na Esplanada dos Ministérios,que eu vi,em meus sessenta em um anos de Brasília.
    Muita gente mesmo.
    Como dizia Leonel Brizola:
    Uma “multidão imensa”!

  2. General de mer…. CAPACHO! Ao invés de cumprir a constituição prefere bajular um doente para garantir seu salário duplex! Nunca vou me esquecer de um evento em que o “Praga Neto” bajulava escancaradamente o Paulo Guedes que o ignorava solenemente de cara emburrada. “Praga” parecia um menino de recados. Foi ridículo e humilhante. Senti vergonha alheia .

  3. EX e Atual de Bolsonaro chamam-no de Corno e Brocha | Galãs Feios.

    O relatório do exército sobre Bolsonaro voltou à rede e lá se descobriu que dona Rogéria Bolsonaro traia o marido. No mesmo dia uma  … Vejam o tamanho da CORNETA que o Capetão tocava na Caserna:

    https://youtu.be/GvWFR1ozRn4

  4. “Forças Armadas estão prontas para garantir a volta dos brasileiros ao trabalho”?

    Não vem que não tem – a onda de patriota acabou com esse golpe do teto máximo de salários. Tamos de olho, cara.

  5. Boa noite , leitores (as):

    Esse general Braga Neto , é ministro do ” TRABALHO ou da DEFESA ” e quais são as atribuições das Forças Armadas ?
    O general fala que todos tenham direito de trabalhar , mas são uns 14 milhões de pessoas desempregadas , se em 2 anos Bolsonaro praticamente não contribuiu p/gerar emprego e como o general Braga Neto vai conseguir a façanha de geral emprego .

  6. Felipe Quintas (via Facebook)

    O “supercomputador” comprado no ano passado pelo TSE para a contagem dos votos é da Oracle [1], empresa notoriamente ligada à CIA e ao NSA [2].

    A questão principal não é urna auditável ou não-auditável, voto impresso ou não-impresso, mas o controle das agências de inteligência e vigilância dos EUA sobre as eleições daqui, o que torna impossível qualquer “auditoria”.

    Entendem o motivo de tanta bajulação de Lula e Ciro ao Biden? E como a tramóia TSE-CIA certamente não começou em 2020, também dá para entender muito bem a subserviência de Bolsonaro a Trump.

    https://www.facebook.com/felipe.quintas.1/posts/1585731271624121

  7. Pelos cursos de preparação e os de aperfeiçoamento que de cabo para cima tem que fazer, os prepara mínimamente para com um pouco de calma para poder sair da bolha de comunicação em que vivem, e fazendo uma retrospectiva da atuação do “tosco” em relação a pandemia, sentirão na hora que o “tosco” é um êrro que necessita ser corrigido em 2022.

  8. Boa noite , leitores (as):

    Senhor Renato , quem escolhe e elege o candidato , são os líderes partidários , eles usam os candidatos que tem votos e passam para os que não tem , mas é do interesse da cúpula do partido elege-lo , participei de várias eleições c/ cédulas de papel e urna de lona , como mesário, fiscal e apurador de votos , pois a ultima eleição c/cédulas de papel a apuração foi feita nas zonas eleitorais , vi que um candidato que teve 92 votos numa seção , fora as outras , mas na totalização não apareceu os votos nem dos cachorros dele , ele quase vai preso quando foi reclamar c/o Juiz responsável , descobriu-se depois que os votos dele , foram para outros candidatos de interesse dos líderes partidário , até hoje é assim , disseram que acabaram c/o voto vinculado , mas ele continua .

  9. O Bozo é um lixo, mas Noblat, petralha de carteirinha, datafoice, lula, impeachment e defesa do STF no mesmo texto, ninguém merece, puro lixo, o esgoto, cadaverina e chorume!

  10. Estas declarações totalmente malucas do “mito” e do seu ministro da Defesa poderão ter um efeito igual àquele acontecido em Myanmar, os militares “destronaram” todo mundo. Aí o “mito” e a sua trupe mais os onze sinistros da suprema corte ficam desempregados, o difícil de tudo isto é como sair do golpe de estado e voltar à normalidade democrática. Dar golpe de estado não é tão difícil, difícil é o “dia seguinte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *